O que é disjuntor? Por que existem diferentes tipos de disjuntores? Para que serve a curva do disjuntor? Neste artigo o Mundo da Elétrica responde essas perguntas, além de falar tudo que você precisa saber sobre estes importantes componentes elétricos. Então vamos lá pessoal!

Disjuntor, o que é?

Os disjuntores são componentes utilizados nos quadros de distribuição residenciais, comerciais e industriais, tendo como principal objetivo proteger os circuitos elétricos. O disjuntor é um dispositivo mecânico que foi projetado para atuar quando recebe uma corrente de sobrecarga e/ou curto-circuito.

Então, quando o disjuntor desarma ele está protegendo os cabos e consequentemente os equipamentos elétricos daquele circuito, evitando que uma corrente maior que o limite suportado chegue até eles. Agora você já sabe que travar o disjuntor não é uma escolha muito inteligente não é mesmo?

Muita gente acha que o disjuntor e o fusível desempenham a mesma função, mas apesar de eles atuarem como dispositivos de proteção, as suas características são bem distintas! Uma das principais diferenças é que depois de ser desarmado, o disjuntor pode ser rearmado várias vezes, enquanto o fusível deve ser descartado após o seu primeiro rompimento.

O que é disjuntor? Quais os tipos de disjuntores?

Disjuntor curva B, disjuntor curva C e disjuntor curva D, saiba onde usar e conheça as diferenças!

Tipos de disjuntores

Além do dimensionamento correto, a escolha do tipo de disjuntor mais apropriado é fundamental para garantir a eficiência de uma instalação elétrica. Dentre os principais tipos de disjuntores podemos citar o térmico, magnético e termomagnético. Estes conceitos estão diretamente relacionados com o mecanismo de atuação do disjuntor.

Disjuntor Térmico

A imagem abaixo mostra o princípio de funcionamento do disjuntor térmico que é baseado na deformação de uma lâmina bimetálica. Quando esta lâmina recebe uma sobrecarga a temperatura sobre ela deforma um dos metais de forma diferente do outro, criando uma curva, este efeito faz com que o contato mecânico seja aberto e com isso ocorre a proteção dos equipamentos elétricos deste circuito!

Disjuntor monofásico, disjuntor bifásico e disjuntor trifásico!

Princípio de funcionamento do disjuntor térmico

O disjuntor térmico é um dispositivo com característica mecânica bem simples, ele é robusto e barato. O ponto negativo é que ele tem um tempo de ação relativamente lento, fazendo com que este tipo de disjuntor seja adequado contra sobrecarga, mas não seja o mais indicado para proteção contra curto-circuito.

Disjuntor Magnético

A imagem a seguir mostra o princípio de funcionamento do disjuntor magnético que é baseado no eletromagnetismo. Quando há alguma variação de corrente elétrica atravessando as espiras da bobina, o campo magnético gerado faz com que a chapa metálica do contato seja atraída abrindo o contato, e isso consequentemente protege os equipamentos elétricos deste circuito.

Disjuntor monofásico, disjuntor bifásico e disjuntor trifásico!

Princípio de funcionamento do disjuntor magnético.

O disjuntor magnético é um dispositivo de alta precisão, contando com um efeito quase que instantâneo! E é graças à esta velocidade de interrupção instantânea que o disjuntor magnético oferece proteção contra curto-circuito. O ponto negativo é que este tipo de disjuntor tem um custo bem mais elevado.

Disjuntor termomagnético

Como o próprio nome sugere, o disjuntor termomagnético é a junção do disjuntor magnético e térmico. Dos tipos de disjuntores citados até aqui, este é o mais utilizado em instalações comerciais e residenciais.

Dentre as suas principais características podemos citar a manobra, que é o fechamento e a abertura voluntária do circuito. Além disso, o disjuntor termomagnético oferece proteção contra sobrecarga, assim como o disjuntor térmico. E também oferece proteção contra curto-circuito, assim como o disjuntor magnético.

Categorias dos disjuntores

Como já falamos, o dimensionamento do disjuntor é uma parte fundamental para garantir a segurança da instalação elétrica! É preciso compreender que existe uma categoria apropriada de disjuntor para cada tipo de carga, e são justamente estas categorias que vão indicar a curva do disjuntor.

Fique tranquilo, porque é bem simples de entender! Quando o equipamento é sensível ele precisa de um tipo de disjuntor que tenha um tempo de atuação muito rápido. Já no caso dos motores bem potentes por exemplo, o disjuntor deve ter um tempo de atuação mais lento. Sendo assim, são as curvas dos disjuntores que determinam o tempo e os limites de corrente que aquele dispositivo suporta.

Disjuntor curva B

Os disjuntores de curva B contam com corrente de atuação de 3 a 5 vezes maior que a sua corrente nominal. Por exemplo, a curva de atuação de um disjuntor de 20A varia entre 60 e 100A. Este tipo de disjuntor é muito usado em circuitos com cargas resistivas como por exemplo, aquecedor elétrico, chuveiro, torradeira, forno elétrico, ferro de passar e etc.

Disjuntor curva C

Os disjuntores de curva C contam com corrente de atuação de 5 a 10 vezes maior que a sua corrente nominal. Por exemplo, a curva de atuação de um disjuntor de 20A varia entre 100 e 200A. Este tipo de disjuntor é muito usado em circuitos com cargas indutivas, como por exemplo, circuitos de iluminação, transformador, motores de pequeno porte, micro-ondas, equipamentos de som, televisão, computadores e etc.

Disjuntor curva D

Os disjuntores de curva D contam com corrente de atuação de 10 a 20 vezes maior que a sua corrente nominal. Por exemplo, a curva de atuação de um disjuntor de 20A varia entre 200 e 400A. Este tipo de disjuntor é muito usado em circuitos industriais como por exemplo, máquina de solda, gerador, ar-condicionado, compressor, motor de grande porte, bomba hidráulica, máquina de lavar roupa e etc.

Talvez você esteja se perguntando, mas cadê o disjuntor curva A? Não existe este tipo de disjuntor, porque o A em elétrica é usado para Amper e isso poderia causar confusão! Portanto, agora você já sabe porque as curvas dos disjuntores começam pela letra B.

O uso do disjuntor é obrigatório nas instalações elétricas, mas muita gente nem faz ideia quais são os tipos de disjuntores e muito menos onde deve usá-los. Abaixo tem um vídeo do canal Mundo da Elétrica sobre dimensionamento de disjuntor, vale muito a pena assistir para aprender cada vez mais!

Você conhece alguém que está sempre reclamando que o disjuntor desliga quando vai tomar banho? Envie este artigo e nos ajude a divulgar essa importante informação. Talvez você não saiba, mas o dimensionamento incorreto de cabos e disjuntores pode ser a causa do valor alto na sua conta de energia elétrica.

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários que iremos responder. Continue acessando os artigos do nosso site, porque tem muita informação de qualidade que pode ampliar a sua capacitação da área.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)