Atualmente, todos os cabos elétricos já são fabricados com material anti chamas ou pelo menos segundo as normas, deveriam ser. Indiferente de propagar chama ou não, existem vários tipos de cabo que emitem fumaça tóxica, assim como também existem cabos que não emitem fumaça tóxica, e é isso que vamos mostrar e explicar neste artigo, vamos lá pessoal.

Curto circuito elétrico: Quais os riscos?

A eletricidade, calor e fumaça são coisas muito perigosas quando não são bem utilizadas! E no caso de um curto circuito, esses três fatores podem ocorrer de forma descontrolada no mesmo lugar, causando acidentes graves como por exemplo, um incêndio, um choque elétrico ou uma intoxicação por fumaça. Por isso em elétrica sempre falamos de normas, cálculos corretos e dimensionamento adequado, justamente para que nada disso ocorra.

O curto circuito elétrico pode gerar fumaça e em casos mais graves até incêndio. A intoxicação por fumaça é muito comum nestes caso e é algo extremamente grave, podendo trazer diversas complicações de saúde para o acidentado. O curto circuito geralmente é causado por sobrecarga, onde a corrente é bem mais alta do que o cabo pode suportar. Neste caso, há um aumento do consumo de energia na instalação e derretimento da capa de PVC dos cabos, gerando fumaça de fio queimado. Para realizar estes testes usamos um transformador isolador que suporta até 300A com 3V na saída, veja na imagem abaixo. Com uso correto deste transformador isolador, o nosso curto circuito teste pode ser realizado sem riscos.

Curto circuito cabos elétricos

Modelo de transformador isolador utilizado no teste

Curto circuito em cabos: fumaça não tóxica

Neste primeiro teste o curto circuito foi em um cabo de 2,5 mm² que não emite fumaça tóxica. Durante o curto foi possível notar que ele emite bem menos fumaça e ela tem uma tonalidade branca. Neste teste quando colocamos o papel medidor de pH em contato com a fumaça liberada, ele se mantém amarelo indicando que a fumaça não é tóxica, veja na imagem abaixo.

Cabos elétricos fumaça tóxica

Curto circuito teste em um cabo que não emite fumaça tóxica

Curto circuito em cabos: fumaça tóxica

No segundo teste foi um curto circuito em um cabo de PVC de 2,5 mm² que emite fumaça tóxica. Durante o curto foi possível notar a grande quantidade de fumaça escura e tóxica liberada, e quando colocamos um papel medidor de pH em contato com a fumaça liberada, podemos ver que ele ficou com uma tonalidade avermelhada, o que indica a acidez da fumaça, veja na imagem a seguir.

Curto circuito cabos elétricos

Curto circuito teste em um cabo que emite fumaça tóxica. Veja o resultado no papel que mede pH.

Uma observação importante precisa ser feita, em ambos os testes nós usamos apenas um cabo, mas sabemos que em uma instalação elétrica podem ter vários cabos no mesmo eletroduto, ou seja, quanto mais cabos, maior será a quantidade de fumaça liberada e consequentemente, maior ainda será o risco de intoxicação. Veja na imagem abaixo o teste realizado com 3 cabos dentro do eletroduto, observe como a quantidade de fumaça é bem maior.

Cabos elétricos fumaça tóxica

Veja a quantidade de fumaça tóxica saindo do eletroduto depois de um curto circuito

Depois de ver através destes testes a enorme quantidade de fumaça que um curto circuito pode liberar, fica fácil compreender os riscos e como pode ser muito perigoso inalar uma fumaça tóxica! Este assunto é tão sério que existe um capítulo inteiro da norma NR 10 falando sobre combate a incêndio, além de vários tópicos da norma NBR 5410 que também tratam deste mesmo assunto.

Cabos que não emitem fumaça tóxica, onde usar?

Saiba que a norma obriga o uso deste tipo de cabo em locais onde exista grande concentração e circulação de pessoas como por exemplo, shoppings, hospitais, escolas e outros locais públicos. Por norma não são todos os lugares em que é obrigatório o uso de cabos que não emitem fumaça tóxica, mas depois dos testes que vamos mostrar, talvez você repense isso!

Como foi dito durante o artigo, o uso de cabos que não emitem fumaça tóxica não é obrigatório em sua residência, mas será que vale a pena correr este risco? Apesar de ter um preço um pouco maior do que o cabo que emite fumaça tóxica, este investimento vale a pena, porque estamos falando em segurança e prevenção de acidentes!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)