As lâmpadas de vapor metálico surgiram a cerca de 40 anos, essas lâmpadas de multivapores metálicos vem sendo aperfeiçoada se tornando uma das principais soluções apresentando um conjunto de vantagens completo. Uma lâmpada de vapor metálico não é uma lâmpada de vapor de mercúrio uma dúvida comum entre os eletricistas. As lâmpadas a vapor metálico oferecem uma reprodução de cores muito maior do que as lâmpadas de vapor de sódio e de mercúrio, além de melhor eficiência. Venha conosco aprender um pouco mais sobre as lâmpadas de vapor metálico, neste artigo vamos abordar o que é como funciona e suas aplicações sem mistérios.

O que é uma lâmpada de vapor metálico

As lâmpadas de vapor metálico surgiram de uma evolução das lâmpadas de mercúrio, se tornando um tipo particular de lâmpada de vapor de mercúrio. A diferença entre as duas lâmpadas consiste em adicionar uma mistura de metais no tubo de descarga da lâmpada, esses metais adicionados são índio, tálio e sódio, juntos eles proporcionaram uma melhora significativa na emissão de cores através do fluxo luminoso da lâmpada.

As lâmpadas de vapor metálico proporcionam um fluxo luminoso de excelente reprodução de cores, sendo assim, consegue iluminar o ambiente com grande qualidade, muito superior às lâmpadas de mercúrio. As lâmpadas de vapor metálico geralmente possui uma temperatura de cor de 4000K, e apresenta uma elevada eficiência luminosa, vida longa e baixa depreciação essas vantagens superaram em muito as lâmpadas a vapor de mercúrio.

As lâmpadas de vapor metálico são fabricadas nas formas ovoidal e tubular, sendo que as lâmpadas ovoidais são cobertas com uma camada para aumenta a emissão de luz, porém reduz a luminância da lâmpada. Hoje no mercado podemos encontrar no as lâmpadas de vapor metálico com variadas potências de 400 W a 2.000W.

Exemplos de tipos de lâmpadas a vapor metálico disponibilizadas no mercado

Lâmpadas variadas a vapor metálico disponíveis no mercado

Aplicações de lâmpada de vapor metálico

As lâmpadas de vapor metálico, por possuírem um excelente fluxo luminoso, são indicadas para aplicações em áreas de pátios e estacionamentos, também são utilizadas para iluminação pública  e áreas abertas, além de quadras esportivas, campos de futebol e galpões destinados à exposição ou em áreas onde-se requer uma excelente resolução de imagem.

Sua aplicação também é muito utilizada em áreas indústrias, onde é necessário um controle visual de produção para garantir a qualidade, essas lâmpadas de vapor metálico proporcionam uma visão mais detalhada dos objetos através do fluxo luminoso de excelente reprodução de cores.

Para a aplicação destas lâmpadas é exigência NBR/ISO 8995 que as lâmpadas de vapor metálico sejam utilizadas em luminárias fechadas, devido à alta pressão da lâmpada e as altíssimas temperaturas internas de trabalho, outro ponto para essa exigência é que alguns modelos de lâmpadas vapor metálico emitem radiação de ultravioleta nocivo para as pessoas, lembrando que essa radiação só está presente em alguns modelos.

A lâmpada de vapor metálico, geralmente tem em média 24.000h de vida útil e eficiência media de iluminação de 98 lumens/watts, o índice de reprodução de cor destas lâmpadas pode variar de 80 a 90 (IRC), já as lâmpadas de vapor de mercúrio que apresentam geralmente média 18.000h de vida útil e eficiência media de iluminação de 55 lumens/watts o índice de reprodução de cor destas lâmpadas é de 40 (IRC), observe pelos dados técnicos a superioridade das lâmpadas a vapor de metálico.

Funcionamento das lâmpadas de vapor metálico

As lâmpadas de vapor metálico são constituídas de um pequeno tubo de quartzo onde geralmente são instalados nas extremidades dois eletrodos principais e um elétrodo auxiliar, eles são ligados em série em uma resistência de um valor elevado.

Dentro do tubo é colocada à mistura de metais, juntamente com algumas gotas de mercúrio, também é inserido algum gás inerte geralmente argônio, para facilitar a formação da descarga inicial.

Quando aplicamos uma tensão aos terminais da lâmpada a vapor metálico, cria-se um campo elétrico entre os elétrodos auxiliar e o principal, o que provoca a formação de um arco elétrico entre os mesmos, por sua vez o calor emitido do arco elétrico aquece as substâncias emissoras de luz, resultando na ionização do gás e consequentemente a formação do vapor metálico na lâmpada.

Neste momento ocorre o choque dos elétrons com os átomos do vapor metálico no interior do tubo, transformando a estrutura atômica da substância, a luz finalmente é produzida pela liberação de energia dos átomos atingidos quando eles retornam a sua estrutura normal.

Exemplos dos componentes internos das lâmpadas a vapor metálico

Componentes internos das lâmpadas a vapor metálico

As lâmpadas de vapor metálico necessitam geralmente de um reator para a estabilização da corrente ao nível de projeto da lâmpada, eletricamente os reatores apresentam se como uma reatância serie do circuito da lâmpada sendo um componente essencial para o correto funcionamento da lâmpada a vapor metálico. Observe a forma correta para realizar a ligação de um reator.

Exemplo de como realizar ligação dos reatores das lâmpadas a vapor metálico

Ligação dos reatores das lâmpadas a vapor metálico

Um ponto que se deve ter atenção ao realizar a instalação deste tipo de iluminação é a variação  da tensão elétrica no circuito de alimentação dessas lâmpadas, as variações de tensão por menores que sejam prejudicam o funcionamento e a eficiência das lâmpadas podendo gerar até mesmo a queima prematura da lâmpada ou danificar o reator, segundo João Mamede as quedas de tensão de 1% na alimentação geram perdas de 3% no fluxo luminoso, a partir de 5% compromete a ignição da lâmpada.

Disponibilizamos um vídeo onde Henrique Mattede realiza alguns esclarecimentos sobre iluminação, em especial lâmpadas de vapor metálico, vale a pena dar uma conferida e sanar aquela dúvida que ainda persiste.

Finalizamos aqui este artigo e esperamos ter ajudado a esclarecer as dúvidas sobre as Lâmpadas a vapor metálico! Se ainda tiver restado alguma dúvida ou curiosidade sobre este assunto, deixe nos comentários que iremos responder.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

4 comentários para “O que é lâmpada de vapor metálico e suas aplicações!”

  1. Adriano Miranda

    Muito bom cara!

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Adriano!

      Responder
  2. Auricelina

    Gostei dos esclarecimentos, obrigada

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Auricelina!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)