Os ricos de acidentes são bem comuns em qualquer profissão, principalmente quando o profissional não segue corretamente as instruções de trabalhos ou não usa os equipamentos de segurança indicados para aquela determinada função. Neste artigo de hoje vamos falar quais são os riscos da profissão de eletricista? Quais os cuidados que os eletricistas precisam tomar para não se acidentar e muitas outras dicas de prevenção, vamos lá pessoal!

Equipamentos de segurança para eletricista

Todas as profissões contam com diversos equipamentos de segurança que tem como objetivo principal, reduzir as chances de que estes acidentes aconteçam. É importante frisar que o uso destes equipamentos é obrigatório e infelizmente poucos profissionais dão a devia atenção para isso.

Dentre estes equipamentos, podemos citar: o uso de capacetes, capas, luvas e botas fabricados com material emborrachado e impermeável. O uso correto destes equipamentos, além da proteção contra impactos, também reduz as chances de acidentes com raios e rede elétrica. Quando os equipamentos de proteção não são impermeáveis, os riscos são muito maiores.

Eletricista, como evitar acidentes?

Existem muitos riscos envolvendo a profissão de eletricista, saibam quais são os mais comuns e como evitar estes acidentes!

Para os profissionais de elétrica que trabalham em locais com altura superior a 2 metros, o uso de cinto de segurança é indispensável, visto que o risco de quedas é eminente. Ainda falando sobre locais altos, as escadas também precisam ser emborrachadas ou de madeira, jamais utilize escadas metálicas em um trabalho elétrico.

Outro equipamento muito importante é o que protege os olhos! Neste caso é indicado o uso de óculos de proteção ou também pode ser uma viseira que é acoplada em alguns tipos de capacetes. Este equipamento protege os olhos do eletricista de possíveis acidentes com fagulhas, objetos e até mesmo das chamas.

Quais os acidentes mais comuns com eletricistas?

Atualmente existem profissões que possuem riscos gravíssimos e necessitam de atenção redobrada dos seus profissionais. Dentre essas profissões, a de eletricista está entre as mais perigosas, uma vez que os acidentes elétricos quase sempre são fatais.

  • Arcos elétricos – O arco voltaico é caracterizado pelo fluxo de corrente elétrica através de um meio “isolante”, como por exemplo, o ar. Ele normalmente acontece durante a conexão e desconexão de dispositivos elétricos e também em casos de curtos-circuitos. O acidente com arco elétrico é extremamente perigoso, porque ele pode causar queimaduras de segundo ou terceiro grau.
  • Queimaduras – As queimaduras elétricas estão entre as mais graves lesões que o corpo humano pode sofrer. Muitas pessoas não imaginam, mas elas são bem diferentes das outras queimaduras porque ela causa uma lesão interna muito mais intensa.
  • Riscos de ataque de insetos – Os ataques de abelhas e marimbondos são bem comuns para os profissionais que trabalham em torres, postes, subestações, serviços de poda de árvore e etc.
  • Ataque de animais – Assim como os acidentes com insetos, os acidentes com animais são bem mais comuns do que você imagina. Tenha muita atenção quando for realizar alguma atividade em construção ou em redes de transmissão, principalmente nas regiões florestais. A atenção nestes locais deve ser redobrada, uma vez que há uma enorme possibilidade de encontrar animais peçonhentos.
  • Quedas – O eletricista que toma um choque elétrico pode sofrer ainda com as graves consequências de uma queda, caso ele esteja em um local alto como por exemplo, uma escada. Este risco de queda existe mesmo que não haja o choque elétrico e quase sempre acontece por conta de imprudência, negligência, imperícia ou excesso de confiança.
  • Riscos em ambientes confinados – Os trabalhos em caixas subterrâneas e/ou estações de transformação e distribuição oferecem riscos de asfixia, uma vez que a quantidade de oxigênio neste ambiente é muito pequena. Não podemos deixar de citar que nestes locais ainda podem haver agentes contaminantes.
  • Explosão – As explosões podem ser provocadas por arcos elétricos, centelhamento de escovas de motores quando há presença de gases e vapores explosivos.
  • Incêndio – Os incêndio podem ser causados por curtos-circuitos, principalmente quando há presença de materiais inflamáveis.
  • Riscos ergonômicos – Estes riscos são bem variados e estão relacionados aos fatores Biomecânicos como por exemplo, a postura do eletricista. Também tem os Organizacionais, Psicossociais e Ambientais.

Neste vídeo a seguir do Mundo da Elétrica, você pode conferir de uma forma bem dinâmica todas as dicas para escolher o capacete correto e evitar riscos desnecessários.

Acidentes com eletricistas: Como evitar?

Como já foi dito, utilizar os equipamentos de trabalho adequados, jamais dispensar os EPI’s e EPC’s, respeitar as normas e seguir as instruções de segurança! Mesmo com estas atitudes, o risco de acidente não está totalmente afastado, mas com toda certeza, as chances são muito menores.

Pense que a segurança no trabalho não é uma forma de preservar apenas a sua vida, mas também a de todos que trabalham com você ou que por alguma razão estão próximas deste local em que você está desempenhando a sua atividade!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)