Sem dúvidas o projeto elétrico é uma das partes mais importantes da instalação elétrica! Você sabe como fazer um projeto elétrico residencial completo? E um projeto elétrico predial? Neste artigo o Mundo da Elétrica vai te explicar o que é um projeto de instalações elétricas e vamos te ensinar como fazer um projeto elétrico residencial. Então, vamos lá pessoal!

O que é Projeto Elétrico?

Podemos definir um projeto elétrico como o conjunto de todas as informações, cálculos, desenhos e detalhes referentes à uma instalação elétrica, máquina ou equipamento eletroeletrônico. Essas informações sobre a eletricidade podem ser um diagrama elétrico, tabela de dados, layout, desenhos técnicos das peças ou equipamentos, listagem dos componentes da instalação e outros.

Para elaborar um projeto elétrico correto e de fácil entendimento, é recomendável seguir uma linha lógica de processos e etapas para minimizar a chance de erro no projeto e/ou na instalação. Qualquer profissional do Mundo da Elétrica com um certo conhecimento técnico é capaz de criar e elaborar um projeto elétrico, porém, somente um técnico ou um engenheiro registrado no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) pode assinar e se responsabilizar por um projeto!

Como fazer um Projeto Elétrico?

Como dito anteriormente, é recomendável seguir uma linha lógica de etapas para elaborar o projeto elétrico. Essa sequência de processos e etapas não é obrigatória, mas pode economizar o tempo de realização do projeto e/ou minimizar erros. Veja a sequência que nós indicamos seguir:

  • Análise da Arquitetura
  • Requerimentos do Projeto
  • Separação dos Circuitos Elétricos
  • Inserção da Simbologia nos pontos de Tomada e Iluminação
  • Localização do Padrão ou Medidor de Energia
  • Localização do QDC (Quadro de Distribuição de Circuitos)
  • Representação da Instalação sobre a Planta Arquitetônica
  • Previsão da Carga
  • Quadro de Carga e Dimensionamento
  • Diagrama Unifilar dos Circuitos
  • Dimensionamento de Eletrodutos
  • Legenda dos Símbolos Usados
  • Listagem dos Materiais Elétricos
  • Elementos e Memorial Descritivo Projeto Elétrico

Análise da Arquitetura

Para esta etapa você irá precisar da planta baixa ou planta arquitetônica da construção, recomendamos também ter o layout mobiliário em mãos, porque essas informações são muito importantes para esse processo.

Tendo a planta arquitetônica você poderá analisar toda a estrutura da instalação. Já com o mobiliário da construção, você conseguirá definir os pontos de tomadas e iluminação de toda a instalação elétrica!

Requerimentos do Projeto

Com a definição dos pontos de tomada você poderá conferir se a instalação tem algum requerimento referente à tomadas TUG e TUE.

As tomadas TUG serão para pontos onde as cargas ligadas ali consumirão no máximo 10A, que é o seu limite. Já as tomadas TUE serão para pontos onde as cargas ligadas ali consumirão uma corrente superior a 10A, necessitando de um circuito próprio e separado.

Leve em consideração que alguns equipamentos/aparelhos em toda instalação devem ter um circuito próprio como por exemplo, chuveiros, fornos elétricos, máquinas de lavar e outros equipamentos que de acordo com o mobiliário, serão usados.

Os pedidos do proprietário ou cliente da instalação sobre esses requerimentos devem ser cumpridos e colocados no projeto. Portanto, sempre consulte o proprietário, cliente ou mesmo o arquiteto para definir esses requerimentos.

Separação dos Circuitos Elétricos

Primeiramente, a separação dos circuitos de tomadas obrigatoriamente deve ser feita entre circuitos TUG e circuitos TUE. Você pode separar os circuitos por cômodos, por conjunto de cômodos ou por função do circuito.

Tenha em mente a corrente máxima dos circuitos não dedicados e faça a divisão desses circuitos de acordo com a potência máxima dos mesmos, não ultrapassando 1200W em 127V e 2200W em 220V. A norma NBR 5410 é bem esclarecedora quanto à divisão de circuitos.

Inserção da Simbologia nos pontos de Tomada e Iluminação

Agora que você tem a planta arquitetônica, os pontos de tomada, os pontos de iluminação e os seus circuitos, chegou a hora de representar esses pontos no projeto.

Distribua os símbolos dos pontos de tomada TUG/TUE e os pontos de iluminação no projeto, respeitando a posição de acordo com a demanda. Os símbolos da iluminação devem conter a potência da iluminação, o comando e o circuito a qual ela pertence.

Os símbolos das tomadas também devem conter a potência e o circuito a qual pertencem, as tomadas simples de 100VA podem ter a sua potência omitida no desenho, desde que seja descrito no projeto que as “tomadas não cotadas são de 100VA”.

Apesar de não estar em vigor atualmente, a norma NBR 5444 contém os símbolos que são mais usados em projetos.

Localização do Padrão ou Medidor de Energia

Esta etapa é bem tranquila! Represente o medidor no limite da propriedade onde a construção está, geralmente ele fica nos muros da frente. Após isso, represente o eletroduto que irá conectá-lo ao QDC, caso seja uma ligação aérea ou uma entrada subterrânea faça uma representação específica, que normalmente é um tracejado com a entrada escrita (no piso ou aérea).

Localização do QDC (Quadro de Distribuição de Circuitos)

O Quadro de Distribuição de Circuitos, Quadro de Distribuição de Luz e Força (QDLF) ou somente Quadro de Distribuição é um dos principais pontos da instalação, pois é onde se faz a administração dos circuitos.

O primeiro critério para o posicionamento do QDC é colocá-lo em um local de fácil acesso, caso seja necessária uma intervenção. A partir deste critério, a proximidade com o cômodo com a maior carga também é um ponto a se considerar pela economia.

Em construções com mais de um andar ou com edículas deve ter um QDC por andar e um para a edícula.

Representação da Instalação sobre a Planta Arquitetônica

Com a posição do QDC, do medidor, os pontos de tomadas/iluminação e os circuitos todos definidos, você pode finalizar a representação da instalação elétrica. A partir do QDC, vá traçando o caminho dos eletrodutos pelas caixas de passagem, faça a distribuição e condução dos eletrodutos por circuito ou por cômodos, você que decide!

Leve um eletroduto do QDC até o local do medidor para representar a alimentação, além disso represente os outros componentes necessários do circuito como por exemplo, a campainha. Com todos os eletrodutos representados comece a representar os cabos elétricos que passarão por eles, faça a distribuição dos cabos por circuito.

Lembrando que de acordo com a NBR 5410 é obrigatório o condutor que leva para o aterramento. Represente todo o cabeamento com os símbolos respectivos dos cabos sobre a linha do eletroduto, mas se não tiver espaço é permitido puxar uma linha guia para colocar os condutores.

Exemplo de um diagrama unifilar na planta arquitetônica!

Veja um exemplo da Representação da Instalação sobre a Planta Baixa!

Previsão da Carga

Esta etapa é muito importante, pois pode ser usada para dimensionar todos os disjuntores da instalação!

Neste ponto você deve fazer o cálculo de todas as cargas da instalação, representar a medida de todos os cômodos, juntamente com o número de pontos de iluminação e tomadas por cômodo, considerando a quantidade mínima prevista na NBR 5410.

Quadro de Carga e Dimensionamento

Neste ponto é feito o dimensionamento dos dispositivos de proteção da alimentação e dos circuitos, além do balanceamento de carga. É neste quadro que ficam muitas informações importantes da instalação como por exemplo:

  • Os Dispositivos DR
  • As Fases de cada Circuito e Tensão de Alimentação
  • Os Disjuntores de Proteção
  • A Quantidade de Tomadas e Lâmpadas por Circuito e suas Cargas
  • A Identificação dos Circuitos da Instalação
  • A Descrição da Fiação dos Circuitos
  • A Carga Total de Cada Circuito e outros

Nesta parte é feita também a definição do medidor da instalação, o dimensionamento dos cabos dele e etc.

Diagrama Unifilar dos Circuitos

Este diagrama é o responsável pelo entendimento da divisão dos circuitos a partir do medidor. Ele contém as informações da distribuição de circuitos escrita no quadro de carga e deve ser a representação gráfica dela.

Deve começar exibindo o eletroduto da alimentação da rede juntamente com a fiação que está chegando, mostrando o disjuntor do medidor, levando os eletrodutos e as fiações para cada circuito da instalação, fazendo as derivações necessárias.

Deve também indicar o aterramento dos quadros e disjuntores que o possuírem. Além disso, deve identificar os circuitos e descrever para o que eles servem.

Diagrama unifilar do quadro de distribuição

Veja um exemplo do Diagrama Unifilar da Entrada e da Divisão dos Circuitos!

Dimensionamento de Eletrodutos

Com as fiações definidas e as bitolas dos cabos elétricos dimensionadas chegou a hora de dimensionar o eletroduto, e esse passo é tão importante quanto os outros!

A forma mais fácil de fazer o dimensionamento dos eletrodutos é consultando a sua tabela de dimensionamento, porém, se não quiser consultar a tabela, na norma NBR 5410 há um critério para a taxa de ocupação dos cabos dentro de um eletroduto.

Legenda dos Símbolos Usados

Todos os símbolos que você usou para fazer o seu projeto elétrico devem estar contidos dentro de uma legenda para facilitar a leitura de quem pegar o projeto. Como dito antes, a simbologia mais usada é a da norma NBR 5444, portanto indicamos que use-a para facilitar a realização e a leitura do projeto. Evite mudar símbolos contidos nesta norma pois pode causar uma interpretação errada!

Caso tenha alguma representação que não está na norma que você seguirá, pode criar um símbolo para ela, desde que o símbolo esteja identificado na legenda.

Legenda da Simbologia

Veja uma Legenda dos Símbolos usados no Projeto!

Listagem dos Materiais Elétricos

Após ter a instalação toda pensada, calcule a quantidade total dos materiais que vai precisar para que a instalação seja feita. As tomadas, interruptores, sensores, lâmpadas, campainhas e todos os componentes deste tipo devem ter a sua quantidade total registrada.

Quanto aos eletrodutos e os cabos elétricos, classifique-os pelos seus diâmetros, bitolas, utilizações (fase, neutro e terra) e meça a distância total que eles percorrerão, incluindo subidas/descidas. Para esses materiais, considere uma medida a mais por precaução, geralmente de 10%.

Elementos e Memorial Descritivo Projeto Elétrico

O memorial descritivo do projeto elétrico é um documento anexado junto com o projeto que fornece instruções para a execução do projeto elétrico, além das informações e detalhes importantes que não puderam estar no projeto.

Com todas essas etapas feitas, o seu projeto está praticamente pronto! Porém, é preciso seguir alguns processos e colocar alguns dos elementos descritos no começo antes da impressão do mesmo.

A folha (ou prancha) para o projeto elétrico deve estar de acordo com o padrão definido pela NBR 10068, que é o formato A (A0, A1, A2, A3, A4). É importante saber que o projeto elétrico pode ter mais de uma folha, se isso o fizer ficar melhor para a leitura. Contudo, ele deve conter de forma organizada as seguintes informações do projeto elétrico:

  • A Representação da Instalação sobre a Planta Arquitetônica
  • A Legenda com os Símbolos Usados
  • A Lista dos Materiais Elétricos Necessários
  • O Quadro de Carga com Todos os Dimensionamentos (Eletroduto, Disjuntor, Cabos etc.)
  • Diagrama Unifilar da Alimentação, do Medidor e dos Circuitos
  • Previsão da Carga e Cálculo da Demanda

Essas são as informações essenciais que um projeto elétrico deve conter, mas a elaboração e leitura de um projeto elétrico é um tema muito grande. Então, se você quiser aprender sobre este vasto conteúdo, adquira o Curso de Leitura e Interpretação de Projetos Elétricos do Mundo da Elétrica!

Esse curso de projetos elétricos vai te oferecer um conteúdo didático ensinado por um professor com mais de 15 anos de experiência, aumentando a sua área de atuação no mercado. Vale a pena conferir!

Confira também este vídeo do canal Mundo da Elétrica, que vai te dar dicas importantes de como projetar eficientemente uma casa. Deixe o like se gostar do vídeo e se inscreva no nosso canal!

O que achou deste artigo? Compartilhe nas suas redes sociais junto com a sua opinião! Se ainda ficou alguma dúvida sobre o assunto, comente aqui e volte para descobrir a resposta. Continue acessando os nossos artigos, tem muito conteúdo interessante para você aqui no Mundo da Elétrica!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)