O que é iluminação indireta? Características e aplicações!

Em Conceitos de eletricidade por Henrique Mattede

Estar atento à iluminação adequada é fundamental para um ambiente confortável, funcional e econômico. Pensando nisso, o Mundo da Elétrica vai te explicar o que é iluminação indireta. Então, vamos lá pessoal!

O que é Iluminação indireta?

A luz indireta é aquela que primeiramente incide na superfície e só depois é refletida, passando a atingir então o local a ser iluminado! Na iluminação indireta, o foco de luz fica oculto e apenas o seu reflexo é visto, fazendo com que a iluminação seja suave e confortável.

Esse tipo de iluminação cria um efeito aconchegante, além de ser menos óbvia e nada invasiva. Vale salientar que a luz indireta é uniforme e gera um efeito bastante agradável.

A luz indireta pode ser posicionada em detalhes no chão, no gesso ou no forro, dando ao espaço um ar bem intimista. Em residências, a luz indireta mais utilizada é aquela embutida em tetos rebaixados.

Porém, uma outra fonte de luz indireta, que está sendo bastante utilizada na decoração de interiores, é a instalação de fitas de LED ao redor de painéis de madeira ou gesso, em quartos e salas.

Geralmente, vemos esse efeito nas sancas de gesso, com o uso de fitas de LED ou lâmpadas tubulares. Existem também muitas luminárias que proporcionam esse tipo de luz, como plafons, arandelas, luminárias pendentes e perfis de LED.

Na imagem abaixo, é possível observar um exemplo de iluminação indireta.

Iluminação indireta - características e aplicações!

O que é Iluminação indireta?

A principal vantagem é que ela é suave e difusa, permitindo um controle maior do ofuscamento e oferecendo um conforto visual.

Esse é o tipo de iluminação mais aconchegante e perfeito para combinações com iluminação em temperatura de cor quentes e mais amareladas, além disso, a iluminação indireta não gera problemas com o calor térmico.

Para maximizar os efeitos positivos desta iluminação, o ideal é que as superfícies de reflexão sejam claras. Além do conforto visual, a luz indireta também agrega muito à decoração, evidenciando texturas no ambiente, que tendem a se dissipar com a luz.

Tipos de iluminação

Existem muitos tipos de iluminação, as mais comuns são:

Como o próprio nome já diz, a iluminação direta é totalmente direcionada! O seu principal uso é na hora de evidenciar algum ponto específico, como obras de arte, painéis ou plantas.

Já a luz difusa é uma variação mais suave da luz direta, tendo como função tornar o facho luminoso mais suave através de um filtro, que pode ser um vidro leitoso ou fosco. Dessa forma, o ambiente ganha mais conforto visual e aconchego!

Na imagem abaixo, é possível ver no lado esquerdo um exemplo de iluminação direta e no lado direito um exemplo de iluminação difusa.

Iluminação indireta - características e aplicações!

Iluminação direta e difusa.

Aplicações

Se engana quem pensa ser preciso escolher entre uma ou outra! As luzes direta e indireta podem se complementar em um mesmo ambiente, criando cenários diferentes para cada momento.

Conciliar os tipos de iluminação diferentes é importante para não sobrecarregar o ambiente e deixá-lo escuro apenas com o uso da iluminação indireta, uma vez que a luz indireta não é adequada para locais de trabalho.

O uso bem dimensionado em sintonia com outros tipos de iluminação traz personalidade aos espaços. Uma estratégia muito recorrente é o uso de iluminação direta-indireta.

Este tipo de proposta combina a luz direta e a indireta, provocando um efeito uniforme na horizontal, bem como resultando em uma sensação de amplitude que é excelente para salas e quartos.

Uma sala de estar, por exemplo, pode receber uma iluminação indireta para ocasiões mais casuais e pontos de foco para um clima mais intimista.

Vantagens e desvantagens da luz indireta

A iluminação indireta, assim como os outros tipos de iluminação, possui diversas vantagens, como:

Apesar dos benefícios da luz indireta, ela possui algumas desvantagens, como:

Para aprender como instalar uma luminária, recomendamos que você assista o vídeo abaixo.

Compartilhe esse artigo, se inscreva no canal Mundo da Elétrica e nos acompanhe nas redes sociais. Tem dúvidas e sugestões? Deixe abaixo nos comentários para que possamos te responder.

Sobre o autor

Autor Henrique Mattede

Eletricista desde 2006, Henrique Mattede também é autor, professor, técnico em eletrotécnica e engenheiro eletricista em formação. É educador renomado na área de eletricidade e um dos precursores do ensino de eletricidade na internet brasileira. Já produziu mais de 1000 videoaulas no canal Mundo da Elétrica no Youtube, cursos profissionalizantes e centenas de artigos técnicos. O conteúdo produzido por Henrique é referência em escolas, faculdades e universidades e já recebeu mais de 120 milhões de acessos na internet.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário