Padrão de entrada de energia, medidor de energia é para algumas pessoas o nome dado para o padrão de entrada é chave geral, se referindo ao disjuntor geral do padrão. Indiferente do nome usado, quando o assunto é padrão de entrada de energia muitas dúvidas aparecem! É padrão de entrada monofásico, padrão de entrada bifásico, padrão de entrada trifásico, como escolher?

O padrão de entrada é montado de acordo com a concessionária: CEMIG, CELESC, CPFL, COPEL, etc. Através deste equipamento é feita a conexão da energia da concessionária com os imóveis. E uma dúvida muito recorrente é se pode ter caixas de padrão bifásicos e trifásicos por exemplo, no mesmo terrento, quando temos mais de uma instalação, ou seja, mais de uma casa. Foi pensando nesta dúvida que trouxemos este artigo que vai falar especificamente sobre padrões monofásicos, bifásicos e trifásicos em um mesmo sistema de padrões, vamos lá pessoal!

Padrão de entrada trifásico

Pode ter padrão de entrada bifásicos e trifásicos no mesmo terreno?

Padrão de entrada e quantidade de fases!

É possível ter padrões de entrada monofásicos, bifásicos e trifásicos no mesmo conjunto de medidores? A resposta é sim! O exemplo que vamos mostrar aqui é do padrão medidor aqui do Mundo da Elétrica, no caso temos no mesmo terreno 4 instalações distintas e cada uma com seu próprio padrão. Aqui no Mundo da Elétrica precisamos de instalação trifásica para poder ligar motores por exemplo. Sendo assim, existe um padrão trifásico para a nossa instalação e as outras instalações são bifásicas.

No diagrama unifilar do projeto do padrão dá para ver que a instalação possui um disjuntor trifásico de 60A para a casa 84C e as outras instalações são todas bipolares, uma de 60A e duas de 40A, assim como mostra na imagem abaixo. No caso de padrão de entrada com mais de 3 medidores, ele é considerado como um padrão coletivo e será necessário um projeto com uma caixa geral para os padrões e uma ART para padrão de entrada. Na imagem também é possível visualizar o disjuntor trifásico de 120A com corrente de curto circuito de 10kA que foi instalado na caixa geral.

Padrão de entrada de energia

Modelo de diagrama unifilar com padrão de entrada bifásico e trifásico no mesmo terreno.

Para realizar a instalação do padrão de entrada, deve-se seguir as normas da concessionária que atende o consumidor, no nosso caso aqui é a CEMIG e ela segue a norma ND 5.2. Mas é importante compreender que cada concessionária tem as suas normas específicas, então você deve pesquisar quais são estas normas da concessionária da sua região.

O layout de distribuição das caixas segue o esquema para até 6 unidades consumidoras que consta na norma da concessionária, no caso a alternativa B de distribuição das caixas. Na imagem abaixo é possível ver o desenho que consta no projeto e o layout de distribuição também mostra a necessidade de instalação de 3 hastes de aterramento, esta quantidade é estipulada pela concessionária.

Padrão de entrada trifásico

Layout completo do padrão de entrada, mostrando os medidores de entrada e os pontos de aterramento.

No geral, a instalação e o desenvolvimento dos projetos de padrão de entrada são basicamente leitura e interpretação das normas da concessionária. É muito importante conhecer e saber ler bem um projeto elétrico. Os projetos de padrão acabam parecendo complexos para os eletricistas devido à grande dificuldade que alguns tem em ler projetos elétricos.

Caso queira se aprofundar ainda mais no assunto ou tenha ficado alguma dúvida, confira este vídeo do canal Mundo da Elétrica a seguir, ele mostra didaticamente tudo que falamos neste artigo.

Antes de finalizar queremos deixar uma dica bem interessante! Muita gente chama padrão de entrada de medidor, mas isso é errado e vamos explicar a razão. O padrão de entrada é o conjunto de instalações composto de: caixa de medição, ou seja, o medidor é um dos componentes do padrão de entrada. Além dele ainda temos o sistema de aterramento, condutores e outros acessórios indispensáveis para que a concessionaria faça a ligação.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)