Você sabe fazer o dimensionamento do padrão de entrada ou já precisou de dimensionar um padrão de entrada e ficou na dúvida? Neste artigo vamos mostrar tudo que você precisa saber para dimensionar um padrão de entrada como por exemplo, qual o nível da tensão elétrica, dimensionamento de disjuntor, potência e entre outros parâmetros necessários para o dimensionamento correto. Vamos lá!

O que é padrão de entrada?

O padrão de entrada é o principal ponto de entrada de energia elétrica das unidades consumidoras, sedo que o padrão de entrada é composto por um wattímetro que também é conhecido como medidor de energia elétrica, um disjuntor e a caixa do padrão. O wattímetro tem a função de realizar a medição de consumo da residência em KWh (potência hora). Já o disjuntor tem a função primária de proteger a instalação elétrica e também é um dispositivo de manobra externa da residência. A caixa do padrão tem a função de proteger os componentes contra danos como por exemplo, chuva, sol, contado involuntário das pessoas nos componentes etc.

Modelos e níveis de tensão elétrica do padrão de entrada

No Brasil existem inúmeras concessionárias de energia elétrica e cada uma tem suas normas internas, que são baseadas no PRODIST da ANEEL (Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional). Por esses motivos existem diferentes modelos de padrões de entrada como por exemplo, em ferro, ferro com tampa de acrílico, em poste de ferro, poste de concreto etc.

Quais são os tipos de padrão de energia?

Diferentes tipos de padrão de entrada de cada região.

A tabela a seguir indica os níveis de tensões elétrica secundárias fornecidas pelas concessionárias de energia elétrica conforme as normas da ANEEL.

Tensões secundárias conforme a ANEEL.

Os níveis de tensões elétrica secundárias.

As informações técnicas para a montagem e instalação correta do padrão de entrada da residência, serão disponibilizadas pelas concessionárias responsáveis pela distribuição de energia elétrica da sua região, cidade ou estado.

Como dimensionar o padrão de entrada?

Depois de todas explicações necessárias para ter entendimento do que é padrão de entrada e quais são os níveis de tensões elétrica fornecidas pelas concessionárias, vamos ao dimensionar do padrão de entrada.

O primeiro passo é realizar o levantamento da quantidade de potência por equipamento da residência, para saber qual será o disjuntor correto a ser usado no padrão de entrada. Em casos que as residências não possuam projeto elétrico, esse levantamento da quantidade de potência por equipamento pode ser feito através de uma conversa com o cliente, realizando perguntas sobre quais os possíveis equipamentos elétricos que serão utilizados na instalação. É importante saber se as cargas da instalação são 127 Volts ou 220 Volts, pois caso a resposta seja 220 Volts o padrão monofásico de 127 Volts estará descartado imediatamente.

Todas as informações a seguir estão em conformidade com a norma ND-5.1 (Norma de Distribuição) da concessionária de energia elétrica CEMIG do estado de Minas Gerais. As cargas da tabela a seguir são todas monofásicas de 127 Volts. Estes valores foram retirados da tabela de potência média de aparelhos residenciais e comerciais, disponibilizada pela CEMIG, essa tabela pode ser usada quando não se sabe a potências dos equipamentos de uma residência por exemplo.

Potencias de equipamento segundo a CEMIG.

Tabela de equipamentos da residência.

Após realizar o levantamento das potências de cada equipamento da instalação é preciso converter as potências dos equipamentos de Watts (W) para Kw (Kilowatt), para realizar essa conversão precisamos dividir a potência de cada equipamento por mil, após isso somar todas as potências dadas em Kw, como podemos observar na imagem a seguir:

Como fazer conversão de potencias?

Conversão de potências de equipamentos.

Depois de todos os cálculos chegamos ao valor total da potência (6,67 Kw) da residência, com esse valor devemos consultar as informações e tabelas das concessionárias responsáveis pela distribuição de energia elétrica da sua região, para obter as informações necessárias para realizar a instalação do padrão de entrada com por exemplo, valor da corrente elétrica do disjuntor do padrão de entrada, tipo de fornecimento, seção de condutor entre outras informações.

Como nosso exemplo foi realizado conforme a norma ND-5.1 da CEMIG, podemos encontrar essas informações na tabela 1 (dimensionamento para unidades consumidoras urbanas ou rurais atendidas por redes de distribuição secundárias trifásicas (127/220v)). Abaixo desta tabela encontram as informações necessárias para a montagem correta no padrão de entrada.

Tabele para fornecimento monofásico.

Tabela fornecida pela consonaria de energia elétrica.

Neste vídeo do canal Mundo da Elétrica tiramos as duvidas mais frequentes sobre padrão de entrada da residência.

Considerações finais:

Mostramos como dimensionar um padrão de entrada baseado em fornecimento de energia elétrica monofásica 127 Volts da concessionária CEMIG de Minas gerais, em nosso exemplo não foi preciso usar algumas informações como por exemplo a demanda. Pode ficar tranquilo que do site do Mundo da Elétrica está cheio de informações sobre padrões de entra, sendo assim fique à vontade para ler outros artigos relacionados ao tema. Qualquer dúvida ou curiosidade deixe nos comentários que iremos responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)