Sabemos que todo o sistema de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica do Brasil é imenso e sem essas etapas não seria possível chegar energia elétrica a nós, consumidores. Graças a todo este sistema é que nas instalações elétricas industriais, prediais e residenciais as concessionárias podem fornecer uma rede trifásica, bifásica ou monofásica, mas afinal qual a diferença entre elas e onde cada uma delas devem ser usadas?

Pensando nesse assunto o Mundo da Elétrica irá explicar a diferença entre sistema monofásico, bifásico e trifásico e explicar onde geralmente cada tipo de sistema é utilizado, além de abordar as respectivas vantagens dos sistemas trifásicos.

É importante destacar que os valores de potência elétrica, tensão de fase e linha além de seus respectivos valores mudarem de acordo com a concessionária, também pode mudar estes parâmetros dependendo do local, como por exemplo dentro das indústrias, onde a necessidade de níveis de tensões especiais.

Sistema trifásico, bifásico e trifásico.

Características dos sistemas trifásicos.

Sistema monofásico

Em um sistema monofásico a rede dispõe de dois condutores elétricos, sendo um condutor de fase e um condutor neutro, de forma com que a tensão elétrica deste sistema nas instalações elétricas seja de 127V ou 220V, podendo variar de acordo com a concessionária de energia elétrica.

Nas instalações elétricas a rede monofásica é distribuída através de tomadas de uso geral, e é utilizada para a alimentação de equipamentos do cotidiano, como notebooks, computadores, carregadores de celular, iluminação, chuveiro elétrico e televisões. Geralmente as instalações elétricas de rede monofásica é consomem em média no máximo 8KW (8000W).

Sistema bifásico

O sistema bifásico possui como característica a existência de três condutores elétricos sendo entregues ao estabelecimento, dois condutores de fase e um condutor neutro, de forma com que a tensão de fase e linha pode variar entre 127/220V ou 220/380V, dependendo da concessionária de energia. Geralmente as instalações elétricas de rede bifásica consomem em média no máximo 25KW (25000 W).

Sistema trifásico

No sistema trifásico, a rede elétrica dispõe de quatro condutores, três condutores de fase (R, S, T) e um condutor neutro. Assim como no sistema bifásico, as tensões tensões de fase e linha podem variar entre 127/220V ou 220/380V e em algumas situações os sistemas trifásicos fornecerem em média potências de até 75KW (75000W), muito usado em indústria e comércios.

O transformador trifásico é alimentado por três fases, ou seja, têm três condutores entrando na parte superior do transformador, mas como vimos anteriormente, o fornecimento é realizado a quatro condutores. Com isso podemos observar que o neutro surge no transformados, na entrada do transformador o fechamento é em triângulo e o fechamento na saída do transformador é em estrela.

O sistema elétrico é caracterizada por três ondas monofásicas que trabalham juntas, sendo que as fases estão defasadas no tempo de 120 graus. Assim a tensão é sempre muito próxima da tensão máxima disponível, devido a este deslocamento de 120 graus.

Aprenda tudo sobre sistemas trifásicos.

Sistema trifásico – Ondas senoidais defasadas de 120 graus.

Sistemas trifásicos – Vantagens

A distribuição de energia elétrica na maior parte do mundo é feita por sistemas trifásicos, isso ocorre porque o sistema trifásico de fato oferece diversas vantagens quando comparado ao sistema monofásico, como podemos ver a seguir:

  • O sistema trifásico necessita de uma quantidade menor de cobre ou alumínio para entregar a mesma potência que um sistema monofásico entregaria, ou seja, condutores de menor secção.
  • Os geradores trifásicos são menores e mais leves que seus equivalentes monofásicos por usarem com maior eficiência seus enrolamentos.
  • Os motores trifásicos são menores que os motores monofásico equivalentes, ou seja, de mesma potência elétrica.
  • Devido ao campo girante produzido pelas três fases, os motores elétricos trifásicos partem sem a necessidade de dispositivos especiais, enquanto os motores monofásicos exigem um enrolamento extra de partida.
  • Motores trifásicos produzem um torque constante e por isso são menos sujeitos à vibrações , o que não é possível nos motores monofásicos;
  • Em comparação aos retificadores monofásicos, os retificadores trifásicos apresentam menores ondulações na tensão retificada, ou seja, a tensão de ripple é menos (ripple).
  • A potência total em um sistema trifásico nunca é nula, porque no sistema monofásico a potência elétrica sempre é anulada quando a tensão elétrica ou a corrente elétrica passam pelo zero.
  • Com o sistema trifásico é a forma mais eficiente de distribuir energia elétrica a longas distâncias e permite que grandes equipamentos industriais operem com mais eficiência.

O vídeo a seguir apresenta as situações em que é permitido o uso de um sistema trifásico em instalações residenciais.

Finalizamos mais um artigo, caso tenha alguma curiosidade ou dúvidas sobre sistemas trifásicos deixe nos comentários que iremos responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

2 comentários para “Diferenças entre sistema trifásico, bifásico e monofásico!”

  1. Wirlles

    Muito bom amigos do mundo da elétrica nos ajudando a fica mais informado sobre eletricidade

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Sempre a disposição!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)