O Mundo da Elétrica vai explicar neste artigo sobre a lâmpada de LED, qual escolher e como comprar uma lâmpada LED! A lâmpada LED é conhecida por ser econômica e ter boa durabilidade, mas como comprar a lâmpada LED? Qual a melhor escolha de lâmpada de LED para residência? Descubra onde usar e aplicar a lâmpada LED tubular em diferentes ambientes. Então, vamos lá pessoal!

Lâmpada LED

A lâmpada LED é conhecida por poupar energia elétrica e por sua durabilidade, em comparação à outros modelos de lâmpada, uma lâmpada LED comum pode chegar a mais de 50 mil horas de duração, o que é equivalente a seis anos de uso.

O mercado de lâmpadas LED possui uma grande variação de modelos, o que gera dúvidas na hora da compra e na hora da aplicação dessas lâmpadas em ambientes planejados. É preciso ter critério para escolher a melhor opção, seja para o projeto construtivo ou mesmo para a troca com uma melhor tecnologia.

Lâmpada LED, comprar lâmpada LED, lâmpada LED tubular.

Como comprar lâmpada LED, qual escolher?

Como comprar lâmpada LED?

É preciso ficar atento com a tensão da rede elétrica e com a da lâmpada de LED, pois essas lâmpadas possuem tensões de 12V, 127V, 220V ou também podem ser bivolt. Outro critério é o local em que a Lâmpada LED vai ser usada, ou seja, se ela será instalada em uma residência ou empresa.

A escolha da potência é muito importante, pois ela é medida em Watts(W) e determina o consumo de energia, sendo que quanto maior a potência, maior será o gasto energético. Mas fique tranquilo(a), pois uma lâmpada LED de 10W geralmente é equivalente à uma lâmpada incandescente de 100W, gerando uma boa economia em longo prazo, mas isso não é o suficiente para avaliar a quantidade de luz emitida em uma lâmpada LED.

É preciso conhecer a quantidade de fluxo luminoso, que tem a sua unidade chamada de lúmen (lm). Quanto mais alto for o valor dessa unidade, maior será a sua emissão de luminosidade em todas as direções. Normalmente, um modelo de 10W possui cerca de 1.000 lúmens.

Se dividirmos a quantidade de lúmens pela potência, quanto maior o valor obtido, maior será a quantidade de luz emitida e menor será o gasto de energia elétrica.

Temperatura das cores

De acordo com o ambiente em que será usada determinada lâmpada LED, é preciso usar uma aplicação da temperatura da cor da luz, termo que não faz referência ao calor, mas sim à tonalidade da cor. Essa temperatura de cor pode ser fria, quente ou neutra e ela é responsável pela tonalidade da luz emitida no ambiente. A temperatura de cor geralmente vem descrita na embalagem do produto, medida e representada em Kelvin (K).

Veja as variações de temperatura da cor:

  • 1.000K a 4.000K, luz quente
  • 5.000K a 6.000K, luz neutra
  • 7.000K a 10.000K, luz fria

Lâmpadas quentes têm tons amarelados, sendo indicadas para os dormitórios e locais de descanso, pois elas dão uma sensação de conforto e aconchego, além de ajudar na qualidade do sono.

Os tons frios são mais apropriados para escritórios ou locais da casa onde é preciso ter mais atenção e permanência da mente em alerta, sendo que a sua emissão é mais intensa e bem clara, levada para a cor azulada.

Já as luzes de tons neutros são indicadas para locais de leitura, não são claras demais e tem uma coloração mais branca.

Modelos e tipos

As lâmpadas de LED seguem o mesmo padrão e tamanho das que geralmente são usadas em residências, tendo exatamente o mesmo padrão de tamanho e encaixe tradicionais, possuindo o mesmo formato de bulbo do modelo A60 e com o seu soquete de rosca E27 convencional.

Já as lâmpadas de LED especiais como por exemplo, as dicróicas, PAR 20 e as lâmpadas para lustres (que são aquelas com revestimento de vidro e com encaixe em formato de pino), possuem diferentes tipos de conectores como o MR16 e o GU5.3. Além disso, podem ter as dimensões e diâmetros maiores como por exemplo, o GU10. A escolha é feita de acordo com o uso em aplicações.

Vela e fita LED

As lâmpadas com formato de vela ou de bola têm um aspecto mais decorativo e trabalham o ponto estético do ambiente. Este também é o caso da fita de LED, que contém diversos LEDs ligados em sequência, essa fita possui um adesivo autocolante para facilitar a aplicação. Ela é muito usada para decorar bordas de espelhos, sancas e balcões, por exemplo, além de geralmente ter a tensão de 12V.

Tubulares

A lâmpada LED tubular tem diferentes finalidades, mas geralmente são embutidas em luminárias no teto e são usadas em grandes espaços, onde é necessária uma grande eficiência na iluminação como em halls de entrada, grandes salões e lugares amplos de universidades por exemplo.

Elas são ligadas por encaixes com dois eletrodos! Existem em diferentes tamanhos, e por isso é preciso saber o tipo de modelo que será usado antes de comprar uma lâmpada LED tubular.

SPOT

Lâmpadas SPOT de LED são direcionadoras de luz, elas dão um aspecto de destaque ao ambiente, a luminosidade fica concentrada em algum ponto onde se quer ter um visual valorizado. São usadas tanto em ambientes internos como em mesas de escritório ou balcões de cozinhas quanto em ambientes externos, como em iluminação de jardins e vegetação, onde se valoriza o paisagismo.

Lâmpadas de LED dimerizáveis

Se o desejo é a regulagem de tons de uma lâmpada LED, mudando a luminosidade de acordo com a decoração, ou o uso em locais onde é necessário mudar o ambiente de acordo com a ocasião, é preciso procurar lâmpadas LED compatíveis com dimmers, que são controladores de intensidade e fazem o ajuste de tons de uma lâmpada LED.

Mas atenção antes de comprar! É preciso verificar se a lâmpada LED é compatível com os dimerizadores, pois o uso incorreto pode queimá-las. Um bom exemplo do uso de regulagem de tons são as Lâmpadas RGB.

Lâmpadas RGB

As lâmpadas RGB possuem um controle remoto com comandos para se alterar as cores e a intensidade da luz, pois elas reproduzem um brilho intenso e cores vivas. Algumas opções se comunicam com wi-fi ou aplicativos, para fazer ajustes a gosto e deixar o ambiente em estilo próprio.

Lâmpadas de filamentos de LED

Essas lâmpadas possuem revestimentos que dão efeitos decorativos aos ambientes, aplicando tons suaves, rústicos ou de aparência envelhecida. São lâmpadas muitas vezes usadas em lustres, dão um toque retrô ao ambiente, criando climas charmosos e agradáveis ao olhar.

Essas lâmpadas possuem filetes de LED em espiral ou agrupados em linha, o seu destaque é justamente na estética da lâmpada e a forma de usá-las é deixando-as aparentes.

Agora que você aprendeu sobre lâmpada LED, separamos esse vídeo do canal Mundo da Elétrica falando um pouco mais sobre lâmpadas, vale a pena conferir!

Aproveite os materiais que disponibilizamos em nosso canal e caso tenha alguma dúvida ou sugestão, é só deixar nos comentários que nós iremos responder. Acesse e se inscreva no canal do Mundo da Elétrica para continuar aprendendo sobre elétrica!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)