Você sabe como funciona o dispositivo de proteção contra surtos (DPS)? O efeito de corte rápido que o DPS proporciona garante proteção aos equipamentos elétricos e eletrônicos. Neste artigo o Mundo da Elétrica explica o que é um DPS e como o DPS é por dentro, além de mostrar seu funcionamento na prática.

DPS – Dispositivo de Proteção Contra Surtos

Muitos eletricistas não sabem como realmente funciona um DPS, como DPS é por dentro e porque ele consegue escoar um surto de tensão elétrica para o aterramento, é isso que vamos mostrar agora.

Para demonstrar como é um DPS por dentro e como o DPS funciona de fato, vamos utilizar um modelo de DPS que pode ser separado da base de fixação, como se fosse um cartucho. Isso facilita bastante a troca e a manutenção dos DPS nos quadros de distribuição.

Para retirar o cartucho basta puxá-lo da base de fixação, pois é neste cartucho que se encontra basicamente o DPS.

Facilita bastante a troca e a manutenção dos DPS.

DPS, que o componente pode ser separado da base de fixação.

Agora que retiramos o cartucho da base de fixação, vamos abrir o cartucho. Por dentro do cartucho temos apenas um componente elétrico que é o varistor, a peça azul que ocupa praticamente todo o espaço dentro do DPS.

Apenas um componente elétrico que é um varistor.

Varistor, ocupa praticamente todo o espaço dentro do DPS.

Os varistores podem ser enquadrados em uma categoria de “resistores especiais”. O varistor é na verdade um VDR (voltage depended resistor), ou seja, o varistor é um resistor dependente da tensão elétrica. Explicando o seu funcionamento de uma forma bem simples, o varistor é um resistor que tem uma resistência modificada pela tensão.

Varistor é um resistor dependente da tensão elétrica.

VDR, voltage depended resistor.

Os varistores apresentam uma resistência extremamente alta em condições “normais”, (praticamente infinita). Entretanto, essa resistência cai bruscamente à valores próximos de zero ohm em um tempo inferior a 25 nano segundos, quando submetidos à um pico de tensão maior do que especificado para cada varistor.

Zero ohm em um tempo inferior a 25 nano segundos.

Varistores apresentam uma resistência extremamente alta.

Sabendo o que é um varistor fica mais fácil compreender como funciona o DPS. O DPS sempre é instalado no quadro de distribuição em paralelo com a instalação elétrica. Sempre o DPS deve ser instalado antes de todos os outros componentes parciais e depois de um dispositivo de proteção, que pode ser o disjuntor geral. Um dos terminais ou polos do DPS é conectado às fases ou no neutro da instalação, e os terminais de saída do DPS são conectados no sistema de aterramento.

O DPS sempre é instalado no quadro de distribuição em paralelo com a instalação elétrica.

Sempre o DPS deve ser instalado antes dos componentes parciais.

Em condições normais de funcionamento da instalação e da rede elétrica, a tensão fica sempre próxima da tensão elétrica especificada para o varistor, a resistência do DPS é extremamente alta e consegue barrar o fluxo de corrente elétrica para o aterramento.

Quando um surto de tensão ocorre na instalação, a resistência do DPS vai para próxima de zero, oferecendo um caminho seguro para este surto ser desviado para o aterramento. O surto pode ser um raio na rede elétrica, um pico de tensão provocado pela ligação de uma grande carga como motor, ou devido anomalias na rede elétrica.

O surto pode ser um raio na rede elétrica e um pico de tensão.

A resistência do DPS vai próxima de zero, oferecendo um caminho seguro para o aterramento.

A outra parte do DPS é um mecanismo mecânico que avisa quando o varistor dentro do DPS está queimado. Um dos terminais do varistor é conectado ao polo por um filamento de cobre e uma solda especial que funciona como um fusível.

Quando o varistor queima a sua temperatura aumenta e a solda derrete. A peça vermelha que está presa pela solda e pressurizada por uma mola fica solta, neste momento a mola empurra a peça vermelha para cima.

O varistor queima a sua temperatura aumenta e a solda derrete.

Mecanismo mecânico que avisa quando o varistor dentro do DPS está queimado.

No corpo do DPS existe um furo e após a mola empurrar a peça vermelha, a peça fica para fora do furo, indicando que o DPS não está mais funcionando.

Indicador vermelho na frete do DPS.

DPS em funcionamento e queimado.

Os DPS’s são projetados para proteger contra corrente máximas específicas de surtos elétricos. Estas correntes são selecionadas de acordo com as características do circuito em que o DPS será instalado e do local da instalação.

Por exemplo, qual a quantidade média de raios que cai na região da instalação por ano. Se a instalação possui ou não sistema de para-raios e outras características. Por se tratar de um dispositivo de segurança e proteção o DPS deve atender às normas, como por exemplo a norma IEC 61643-1 e a norma EN 61643-11.

Abaixo temos um vídeo do Mundo da Elétrica, mostrando como escolher DPS de forma correta.

Caso tenha ficado alguma dúvida ou curiosidade sobre o assunto, deixe nos comentários que iremos responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)