Sabemos que a eletricidade foi um dos fenômenos mais revolucionários de todos os tempos. Hoje a eletricidade é indispensável, e a cada dia surge uma nova possibilidade através deste fenômeno que já se tornou essencial à vida humana. Qualquer profissional da área sabe o quanto é importante a segurança quando se fala em eletricidade, ao realizar alguma instalação ou manutenção, além de assegurar o funcionamento seguro e adequado da instalação ou máquina a qual ele esteja fazendo manutenção, é importantíssimo assegurar a sua própria segurança e a segurança das pessoas que usam ou frequentam as instalações pelas quais ele é responsável. E para tornar obrigatório algumas medidas para proteção segurança das pessoas e instalações que surgiram as normas técnicas. A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) especifica entre outros medidas para que as instalações elétricas sejam seguras e funcionem da melhor maneira possível.

Uma destas medidas para proteção da instalação e das pessoas que frequentam a instalação é o aterramento. O aterramento elétrico é uma das formas mais seguras de interferência na corrente elétrica para proteger e garantir o bom funcionamento da instalação elétrica, além de atender as exigências das normas para instalações elétricas. Antes de falarmos propriamente de aterramento, precisamos entender alguns pontos.

Rede elétrica

A concessionária de distribuição elétrica fornece basicamente dois fios de energia: neutro e fase. Estes fios podem ser identificados na superfície dos mesmos ou por cores. O neutro possui o potencial igual a zero e o cabo fase é o cabo por onde passa a tensão elétrica transmitida. Porém esta ligação não é perfeita, porque existem variações de tensão elétrica.

Provavelmente o nível de tensão da sua residência é de 110 V ou 127 V. A diferença de potencial entre os cabos gera a corrente elétrica, por exemplo, o cabo neutro com 0 V e o cabo fase com 127 V, a diferença de potencial (tensão) entre eles é de 127 V, em um ponto onde haja esta diferença de potencial é possível fazer circular uma corrente elétrica. Porém o exemplo citado nem sempre é verídico, pois podem existir “sujeiras”, causadas pela fuga de energia em aparelhos elétricos e eletrônicos.

Fuga de energia

Essa fuga fica na superfície dos equipamentos elétricos ou eletrônicos, pode ocorrer devido defeito, falhas ou mesmo sobre certas características individuais dos aparelhos. Ao encostar-se nesta superfície estamos sujeitos a levar um choque elétrico, de intensidade variável. Quanto mais componentes eletrônicos o equipamento tiver, maior a intensidade e frequência desta fuga de energia, como em computadores.

O choque acontece porque existe uma diferença de potencial entre a pessoa que encosta neste equipamento e o equipamento. Assim como a diferença de potencial nos cabos, mas neste caso a pessoa sofre um choque elétrico. Mas se ao invés de uma pessoa, um aparelho elétrico com diferença de potencial a encostar-se em um aparelho com fuga de energia, pode ocasionar em danos a este aparelho, por menor que seja, os componentes mais sensíveis podem ser danificados.

O que é aterramento elétrico

Segundo a ABNT, aterramento elétrico significa colocar instalações e equipamentos no mesmo potencial, de modo que a diferença de potencial entre a terra e o equipamento seja o menor possível. O terra é o conector com diferença de potencial igual a zero, a diferença entre ele e o neutro é que ele não altera o seu valor por meio de ”sujeiras”, pelo contrario, por meio do terra estas sujeiras são eliminadas, o que não permite que fugas de energia fiquem na superfície de aparelhos elétricos. Essas sujeiras são eliminadas para terra, daí o nome.

Aterramento.

Aterramento elétrico.

Objetivos e importância do aterramento

Como já dito, fazer o aterramento é obedecer a normas de segurança ditas pela ABNT, além de garantir o funcionamento adequado da instalação e a segurança quanto a fenômenos que possam comprometer o funcionamento adequado dos equipamentos. Podemos pontuar alguns dos principais objetivos:

  • Proteção da integridade física das pessoas:

Como já explicado, essa corrente de fuga que fica na superfície dos equipamentos pode ser transmitida para o corpo da pessoa que encostar neste aparelho. A intensidade deste choque pode não ser tão grave, mas muitas das consequências de se submeter ao choque elétrico não estão ligadas a intensidade do choque, mas a fatores externos. Por isso o melhor é evitar este contato com a energia.

  • Facilitar o funcionamento de dispositivos de segurança:

Imagine um equipamento com fuga de energia que não esteja em um sistema de aterramento, logo, a maneira a qual esta fuga de energia será eliminada do equipamento será quando uma pessoa encosta-se a este equipamento. Mas se este equipamento estiver ligado a um sistema de aterramento, esse excesso de energia será levado pelo cabo terra, e caso este excesso seja prejudicial ao funcionamento da instalação, os dispositivos de segurança (disjuntores, fusíveis, etc.) vão entrar em ação, interrompendo o funcionamento, por exemplo.

  • Descarregar cargas eletrostáticas da carcaça de equipamentos:

A permanência destas cargas eletrostáticas na superfície do equipamento coloca em risco o desempenho do mesmo, pois componentes sensíveis podem ser prejudicados. Cargas eletrostáticas são formadas a todo tempo por atrito, por exemplo.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

26 comentários para “O que é aterramento elétrico”

  1. Kondova

    Tenho duas dúvidas. Fiz um aterramento com duas hastes em série. Haste de 2.40 casa uma. Bitola do fio de proteção e de 10 mm a mesma do face conforme a norma estabelece. Meu aterramento e o TT. Como eu não tenho o termômetro tem como medir com o alicate amperimetro. Segunda duvida a bitola para o aterramento do chuveiro e a mesma bitola do chuveiro que no meu caso seria de 6 mm. Grato pela atenção e parabéns videos

    Responder
    • Henrique Mattede

      Os teste que já vi usando o multímetro comum nenhum se mostrou realmente efetivo, a medição de aterramento e feio com um terrômetro mesmo.
      Sim a bitola do cabo de aterramento deve ser igual o cabo de fase e neutro.

      Responder
  2. Diogo Felix

    Parabéns pelo conteúdo apresentado. Muito bacana

    Responder
    • Henrique Mattede

      Obrigado, agradeço todo o apoio.

      Responder
  3. Luís Zua

    O terrometro é o aparelho que serve quando estamos efectuar ou instalar o aterramento.
    O multimetro serve para medir continuidade, corrente ou tensão.
    DÚVIDA É A SEGUINTE

    Eu quero saber a que distância podemos colocar as hastes quando queremos fazer um aterramento em série ou paralelo.

    Responder
    • Henrique Mattede

      Vou preparar um material sobre este tema, vamos analisar os cálculos corretos e a melhor forma de fazer.

      Responder
  4. Witalu

    Queria saber porque algumas concessionárias como a Cemig por exemplo não aceitam aquela aste de cobre?
    E queria saber tbm se é obrigatório fazer aquela caixa onde vai ser fincada a aste

    Responder
    • Henrique Mattede

      As concessionárias tem sua norma estipulada para o aterramento do neutro no padrão, no caso da CEMIG a ND5.1 estipula os materiais e a necessidade da caixa de inspeção.

      Responder
  5. Claudio

    Olá eu comprei 3dr e não uzo dejuntor e levo muito choque mas o aterramento tem que ser ligado o ateramento eu liguei nas tomadas mande manual de ligação

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      O uso do disjuntor é indispensável, este vídeo a seguir vai mostrar o porquehttps://www.youtube.com/watch?v=R9bn9y4-Ktk

      Responder
  6. Carlos Max Torres

    Como saber se um terre é eficiente usando apenas um multímetro?

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Excelente pergunta, irei escrever um artigo referente esta dúvida.

      Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Excelente pergunta, farei um artigo relacionado a este questionamento o mais breve.

      Responder
      • Equipe Mundo da Elétrica

        Obrigado

  7. Wilson

    Olá posso usar fio 4mm na haste de aterramento ou não? Aguardo resposta.

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Sim você pode usar, mas deve se atentar a sua bilola utilizada para fase pois estão diretamente relacionados.

      Responder
  8. Lucas Figueirõa.

    Boa tarde; Fica caro para fazer o aterramento eletrico?

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Fica não, vai gastar alguns metros de cabo e uma haste, o preço que paga vale a pena por ser tão importante.

      Responder
  9. Ezau Alves

    Olá professor Henrique gostaria de saber como fazer um aterramento eficiente em uma casa de 300m 2 só um ponto de aterramento e eficiente ou deve se fazer tipo gaiola de faraday com hastes de duplo banho?

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Irei fazer um vídeo ensinando o melhor método.

      Responder
  10. Flávio Gonçalves de Resende

    Parabéns pelos vídeos.
    Estou aprendendo muito.

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Flávio! Ficamos muito contente com isso!

      Responder
  11. Sadi Garcia

    É a primeira vez que visito este site. Por enquanto posso dizer que estou gostando muito. Parabéns. Sadi Garcia.

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Seja bem vindo Sadi Garcia!

      Responder
  12. Jean

    Muito bom artigo. Já sou inscrito e acompanho o mundo da elétrica. Parabéns

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Jean!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)