Top 5 aplicações para a fita isolante líquida!

Em Componentes elétricos por Henrique Mattede

Você conhece a fita isolante líquida Quimatic? Sabe quais são os melhores locais e situações para usar a fita isolante líquida? No artigo de hoje, o Mundo da Elétrica vai te ensinar tudo sobre esse utensílio. Então, vamos lá pessoal!

O que é a fita isolante líquida?

A fita isolante líquida possui a composição de uma fita isolante tradicional, porém dissolvida em solventes adequados. Como o próprio nome sugere ela é líquida, porém, espessa, o que facilita utilizá-la em alguns locais!

Quando os solventes da fita evaporam, ela volta ao estado sólido com as mesmas propriedades de uma fita convencional.

Entretanto, vale salientar que antes de secar totalmente, o produto é inflamável por causa do solvente, mas depois de totalmente seca, a fita isolante líquida não propaga chamas!

Com aproximadamente 20 minutos de aplicação, a fita isolante líquida já forma o filme isolante. Essa camada de filme, além de isolante elétrico é impermeável. Segundo os testes de laboratório, 1mm de filme é capaz de isolar tensões de até 6500V.

Aplicações

A fita isolante líquida, como foi dito anteriormente, pode ser utilizada em diversas aplicações e o Munda da Elétrica separou as principais para você!

Conectores

A primeira utilização é para proteger conectores, principalmente em locais com muita poeira! Dependendo da quantidade de poeira ou outros materiais acumulados em cima dos conectores, curtos-circuitos podem acontecer entre os bornes.

Uma solução para esse problema é o uso da fita isolante líquida Quimatic para proteger os bornes, como pode ser visualizado na imagem abaixo.

Fita isolante líquida Quimatic.

Exemplo de aplicação da fita líquida em conectores

Componente e placas eletrônicas

A segunda aplicação de uso para a fita isolante líquida Quimatic é para o encapsulamento de componentes e placas eletrônicas.

Uma dica é utilizar a fita isolante líquida Quimatic em bisnaga, pois ela facilita a aplicação nos componentes pequenos, como é o caso das placas eletrônicas. Existem dois tipos de bisnaga: uma menor de 16g e uma maior de 50g.

Veja na imagem abaixo que depois que o produto seca, fica parecendo uma capa plástica! Se você testar os cabos e as soldas com o multímetro, não vai dar continuidade.

Fita isolante líquida Quimatic.

Exemplo de aplicação da fita líquida em placas eletrônicas

A fita líquida forma uma proteção em placas eletrônicas, aumentando a vida útil do componente e servindo como um lacre de garantia. Pense bem, se o emborrachado for modificado, é possível saber se a placa foi alterada.

Cabos e barramentos

A terceira utilização desta fita é na identificação por cor para cabos e barramentos.

Essa identificação funciona muito bem, já que a fita isolante líquida adere a vários tipos de materiais, como:

Além disso, a Quimatic fabrica a fita isolante líquida em várias cores. Nas embalagens de 200ml existem as seguintes cores:

Na imagem abaixo, é possível observar as cores da fita isolante líquida.

Fita isolante líquida Quimatic.

Opções de cores para a fita isolante líquida.

Depois de seco, além de proteger o terminal, o cabo ficará identificado. Por uma questão de estética, também é possível tornar a emenda dos cabos “invisível”, como pode ser visto na imagem abaixo.

Fita isolante líquida Quimatic.

Aplicações para a fita isolante líquida em emendas.

Circuitos expostos à água

Você pode substituir a fita de autofusão pela fita isolante líquida Quimatic em circuitos de baixa tensão para garantir que não ocorra infiltração de líquidos.

Um bom exemplo deste uso, seria para instalações de bombas submersas. Além do mais, essa quarta aplicação também é um ótimo recurso para os locais onde a emenda vai ficar exposta ao tempo.

Circuitos de carros

A última dica é para isolar emendas dentro de carros. Por ser um lugar com pouco espaço, usar essa fita para garantir a qualidade das emendas é uma vantagem e tanto!

Como a fita isolante líquida Quimatic não propaga chamas depois de seca, garante uma boa segurança até para o uso em locais mais fechados.

Por questão de segurança, vale salientar que é não recomendado aplicar a fita em circuitos energizados e em ferramentas, ou seja, respeite sempre o isolamento da ferramenta.

Se você gostou desse artigo e deseja ver na prática os locais para utilizar a fita isolante líquida Quimatic, recomendamos que você assista o vídeo abaixo do canal Mundo da Elétrica.

Compartilhe esse artigo com os seus amigos e familiares para que eles possam aprender também. Gostou desse artigo? Nos siga nas redes sociais e se inscreva no canal do YouTube para ficar por dentro dos conteúdos exclusivos do Mundo da Elétrica!

Caso tenha ficado alguma dúvida ou tenha alguma sugestão, deixe abaixo nos comentários e te responderemos!

Sobre o autor

Autor Henrique Mattede

Eletricista desde 2006, Henrique Mattede também é autor, professor, técnico em eletrotécnica e engenheiro eletricista em formação. É educador renomado na área de eletricidade e um dos precursores do ensino de eletricidade na internet brasileira. Já produziu mais de 1000 videoaulas no canal Mundo da Elétrica no Youtube, cursos profissionalizantes e centenas de artigos técnicos. O conteúdo produzido por Henrique é referência em escolas, faculdades e universidades e já recebeu mais de 120 milhões de acessos na internet.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário