O que é chave religadora? Funcionamento e aplicações

Em algum momento você já reparou que ficou sem energia elétrica e segundos depois ela voltou? Sabe porquê isto acontece? Sabe qual equipamento elétrico permite esta situação? O Mundo da Elétrica te ajudará a entender como este processo ocorre e se você pensa que chave fusível, chave religadora, religador automático e religador de linha são todos iguais, leia e entenda mais! Então vamos lá pessoal!

A maioria dos problemas e defeitos que ocorrem nas redes de energia elétrica são passageiros e duram apenas alguns segundos! Eles podem ser causados por galhos de árvores e descargas atmosféricas que resultam na queima de fusíveis por exemplo.

Em alguns casos, os locais onde ocorre a queima dos fusíveis são muito distantes para que os eletricistas possam ir em tempo hábil, resultando na insatisfação dos consumidores.

Não seria interessante que todas as vezes que defeitos como estes ocorressem, toda a linha aérea de distribuição de energia parasse de funcionar, visto que existem cargas que não admitem interrupções longas. Além de que quanto maior a carga, maior será o número de linhas e conexões que deveram ser trabalhadas individualmente para garantir as condições de segurança.

Por isso, para minimizar os problemas citados acima utilizamos a chave fusível religadora! Ela é formada por Chaves Fusíveis, normalmente conhecidas em obras como Chaves Matheus, e tem como função principal interromper o circuito elétrico em um determinado intervalo de tempo. Na imagem abaixo, é possível observar a aparência de uma chave religadora.

Desenho da chave fusível religadora.

Chave fusível religadora.

A chave religadora trabalha em conjunto com outros dispositivos de proteção e de manobra, para que a quantidade de consumidores afetados em uma possível situação de falha seja reduzida. Ela tem como finalidade atestar se o defeito na linha é de origem passageira ou não, e religar o circuito automaticamente caso o defeito seja passageiro!

Funcionamento

Ao atingir um valor máximo determinado de corrente elétrica, o condutor da linha de distribuição aquece e funde os contatos da chave religadora. Esta por sua vez, sofre uma abertura impedindo a passagem de corrente elétrica.

As chaves religadoras são fabricadas de forma que as suas propriedades sejam mantidas durante a passagem de corrente elétrica nominal, e de maneira que se restabeleça automaticamente a corrente no circuito até duas vezes após um defeito, que pode ser um curto-circuito ou uma sobrecarga, .

Em um primeiro momento a carga fica submetida ao primeiro porta-fusível que é o elemento que contém todo o conjunto do fusível e com isso, os demais permanecem como reserva. Ao ocorrer um defeito e consequentemente uma operação no primeiro porta-fusível, ao final da sua abertura este deverá acionar algum dispositivo de manobra que transfira a carga para o segundo porta-fusível, reestabelecendo o circuito o mais rápido possível!

Caso o defeito permaneça ao final da abertura do segundo porta-fusível, um outro dispositivo de manobra deverá ser acionado e a carga deverá ser transferida para o terceiro porta-fusível. Caso o defeito persista, o circuito será desligado até que o problema seja avaliado e resolvido!

O tempo entre a abertura dos porta-fusíveis são determinados para que caso seja de origem passageira, o problema possa ser resolvido naturalmente. Por exemplo, em caso de galhos de árvores empurrados pelo vento ou em pássaros pousados nos cabos das linhas.

Aplicações

As chaves religadoras podem ser aplicadas em:

Religador Automático

O Religador Automático (RA) é um dispositivo de manobra automatizado, que usualmente é instalado nas redes de distribuição de energia elétrica e também pode ser encontrado em subestações. Ele é muito usado para aumentar a confiabilidade do sistema elétrico e para a proteção contra sobrecorrentes.

O número máximo de tentativas de religamento é de quatro vezes. O Religador pode ser programado com tentativas rápidas de religamento, que podem ser de 10 a 15 segundos. Também pode ser programado com tentativas retardadas, que podem ser de 20 a 30 segundos. Isto varia de acordo com a necessidade do circuito elétrico!

O Religador Automático funciona de forma semelhante às chaves fusíveis religadoras! Porém, diferentemente das chaves religadoras, ele é utilizado em locais onde a coordenação com outros dispositivos de proteção e de manobra é difícil.

Para aprender mais sobre os religadores automáticos recomendamos que você assista o vídeo abaixo do Mundo da Elétrica, e não se esqueça de deixar um gostei!

Gostou do vídeo e do artigo? Se inscreva no canal do Mundo da Elétrica no YouTube e continue acompanhando também o nosso site, porque estamos sempre postando conteúdos sobre a área da elétrica! Caso ainda reste alguma dúvida sobre o assunto, você pode deixar o seu comentário que iremos te responder.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário