No vasto mundo da eletricidade, um circuito elétrico é uma parte vital de diversos processos como por exemplo, a instalação elétrica de uma residência. Mas você sabe o que é circuito elétrico ou conhece todos os tipos de circuitos elétricos existentes? Neste artigo o Mundo da Elétrica vai te explicar o que é um circuito elétrico, mostrar todos os tipos de circuitos elétricos e explicar os três principais, que são o circuito em série, o circuito paralelo e o circuito misto. Então, vamos lá pessoal!

Circuito Elétrico: O que é?

Entende-se por circuito um caminho fechado para algo percorrê-lo, e no circuito elétrico não é diferente.

Circuito elétrico é um caminho fechado que oferece um trajeto para a corrente elétrica passar. Esse caminho conta com diversos elementos, alguns são essenciais para o seu funcionamento e outros podem ser chamados de “acréscimos”, pois são acrescentados no circuito a fim de realizar uma função específica.

As utilizações dos circuitos elétricos são muitas! Entre elas podemos citar a grande utilização para ligar eletrodomésticos e dispositivos, também podem ser usados para fornecer eletricidade às casas conectadas (Linhas de transmissão), ou para aquecimento ou resfriamento de algo.

Elementos do circuito elétrico

Um circuito elétrico possui muitos elementos, por isso explicamos os três principais e outros que afetam o funcionamento do circuito.

Fonte de Energia

A fonte de energia é o primeiro dos três elementos essenciais para o funcionamento do circuito e é de onde a corrente e a tensão “surgem”! A fonte pode vir de muitos meios de produção como por exemplo, hidrelétrica, eólica, nuclear, entre outras. Para um circuito ter energia é necessário que haja uma diferença de potencial para impulsionar a corrente para o seu destino, e essa diferença é gerada através da fonte de energia.

O gerador também é um tipo de fonte, pois ele transforma formas de energia como o calor, o vento e outros em energia elétrica, e também gera a tensão. Há também fontes químicas como por exemplo, as pilhas.

A tensão é a força que impulsiona a corrente e a faz se mover, ou seja, sem a tensão não há eletricidade!

Condutores elétricos

O condutor é o segundo dos três elementos essenciais para o circuito!

Podem ser classificados como um meio de transporte para a corrente chegar na carga, que é o seu objetivo.

O condutor é feito ou por um conjunto de fios de um material condutor, que são envoltos por um material isolante para que não haja fuga de corrente, ou por um único fio envolto por esse mesmo material isolante.

Este material condutor geralmente é o cobre ou o alumínio, mas nas duas possibilidades de condutores, o dimensionamento deve ser de acordo com o circuito.

Carga

A carga é o terceiro dos três elementos essenciais para o funcionamento de um circuito elétrico!

A carga é o “objetivo final” da corrente elétrica, transformando toda a energia elétrica recebida em outras formas de energia que sejam benéficas para seus usuários. A carga pode transformar a corrente em algo realmente aproveitável como por exemplo, a luz, o calor, o frio, a velocidade, entre outros.

Resistores elétricos

Os resistores elétricos são elementos que têm por função principal limitar a passagem de corrente pelo circuito e consequentemente causar uma queda de tensão, a fim de ajustar a corrente para uma determinada carga ou reduzi-la. Eles também são considerados como um tipo de carga.

Capacitores

Os capacitores elétricos ou condensadores são elementos que podem armazenar uma grande quantidade de carga elétrica e a liberar de uma vez só, quando for necessário. Esse armazenamento de cargas é capaz de gerar energia eletrostática, e esse componente é requisitado em aparelhos e circuitos que necessitam de alta carga justamente por essas funções.

Indutores elétricos

Os Indutores também são conhecidos como bobina elétrica e são elementos constituídos por um fio de condutor que geralmente é o cobre enrolado em espiras em torno de um núcleo, que na maioria das vezes é ferromagnético.

Esses indutores têm como principal função armazenar energia elétrica através de um campo eletromagnético, podendo aumentar ou diminuir a corrente de acordo com sua organização e a quantidade de espiras.

Circuitos elétricos: Exemplos

O conceito de circuito é bem aberto a possibilidades de criações, e por isso existem vários tipos de circuito. Nós vamos citar alguns deles abaixo.

  • Circuito Aberto
  • Circuito Binário
  • Circuito CGR, CAG e CAF
  • Circuito Contador
  • Circuito Digital
  • Circuito Neutralizador
  • Circuito Oscilatório e Oscilador
  • Circuito Óptico e ótico
  • Circuito Fantasma
  • Circuito Squelch
  • Circuito Tetrafilar
  • Circuito Ultra-Áudium
  • Circuito Isócrono
  • Circuito de Disparo
  • Circuito de Filamento
  • Circuito Eccles-Jordan
  • Circuito eletrônico
  • Circuito Divisor de Fase
  • Circuito de Enlace
  • Circuito de Flewelling
  • Circuito Borboleta
  • Circuito de Rejeição
  • Circuito em Ponte
  • Circuito Estrela
  • Circuito Flip-Flop
  • Circuito Mesny
  • Circuito Quadruplex
  • Circuito Simétrico
  • E muitos outros

Apesar da vasta quantidade de circuitos, iremos focar nossa explicação nos três circuitos principais, que são o circuito paralelo, em série e misto. Mas antes, entenda que um circuito elétrico simples e funcional é composto por uma fonte de tensão, uma carga e condutores, somente isso!

Circuito Paralelo

Um circuito paralelo é um circuito que possui duas ou mais cargas, onde todas as cargas recebem uma corrente dividida e proporcional à cada uma. Portanto, há um ponto de derivação que conecta todas as cargas diretamente à fonte de tensão.

Como é o esquema de um circuito paralelo?

Veja o Exemplo de um Circuito Paralelo!

O circuito tem esse nome justamente porque as suas cargas são ligadas em paralelo uma com a outra, garantindo assim que quando uma carga parar de funcionar ou for seccionada, o resto do circuito continue funcionando normalmente.

O circuito paralelo faz com que a corrente fornecida seja dividida para cada carga de acordo com a sua resistência, proporcionalmente. Porém, a tensão que chega em todas as cargas deste circuito é a mesma.

Circuito em Série

Ao contrário do circuito paralelo, o circuito em série não oferece mais de um caminho para a corrente passar e se dividir. Neste circuito todas as cargas são ligadas em sequência, o que disponibiliza apenas um caminho para a corrente elétrica.

Veja como é o circuito em série.

Exemplo de um Circuito Elétrico em Série!

O fato de haver somente um caminho faz com que todas as cargas dos circuitos recebam a mesma corrente elétrica. Porém, se a resistência das cargas não for igual, a tensão irá variar de carga em carga, sendo proporcional à resistência de cada uma.

Como dito em seu nome, este circuito é ligado em série, ou seja, uma carga após a outra. Isso pode oferecer uma grande desvantagem, qualquer carga que parar de funcionar fará com que todas as outras cargas que estiverem após ela parem também.

Circuito Misto

Este circuito não é difícil de se entender, pois é basicamente a junção dos dois anteriores. Um circuito misto possui três cargas ou mais, onde uma parte é ligada em série e a outra é ligada em paralelo.

Veja como um circuito misto é.

Esquema de um Circuito Elétrico Misto!

A corrente elétrica se comporta da seguinte maneira neste circuito, nas cargas em paralelo ela se divide e nas cargas em série ela permanece a mesma que está chegando. Porém, a sua quantidade varia de acordo com a posição das cargas em paralelo e em série.

É importante atentar se a ligação em paralelo está após a ligação em série, porque se a carga ligada em série for seccionada, a ligação em paralelo também será.

Associação de Resistores

Nos três tipos de circuito há uma associação de resistores, seja ligados em série, paralelo ou misto. Esses resistores são o fator que decide a corrente gasta em uns casos e a tensão em outros, por isso é importante saber calcular a resistência equivalente ou total de um circuito para dimensioná-lo.

Para conseguir fazer este cálculo usamos a lei de Ohm. Caso você saiba o valor de todas as resistências do seu circuito basta usar estas fórmulas para o circuito em série e o paralelo.

Veja essas fórmulas para os dois tipos de circuito.

Cálculo de Resistência para Circuitos em Série e Paralelo!

Para calcular as resistências do circuito misto, basta realizar o cálculo de todas as cargas paralelas primeiro e transformá-las em cargas em série. Após isso basta realizar o cálculo para as cargas em série e obter o valor total.

Caso você não saiba as resistências do seu circuito, mas saiba a corrente e a tensão total dele, basta usar esta outra fórmula da Lei de Ohm e obter a sua resistência equivalente.

Veja esta fórmula da lei de ohm.

Lei de Ohm: Fórmula do Cálculo de Resistência!

É de suma importância entender o circuito elétrico para não o confundir com o circuito eletrônico, pois apesar de terem nomes e formações bem parecidas, há uma diferença entre eles. Basicamente os circuitos eletrônicos são circuitos elétricos que possuem um componente eletrônico que exerce influência nas grandezas elétricas.

Esses componentes eletrônicos são muito interessantes e é sempre bom aprender sobre eles! Para isso indicamos que assista este vídeo do canal Mundo da Elétrica para aprender sobre um destes componentes, o diodo! Não se esqueça de deixar o gostei no vídeo e de se inscrever no canal.

Conhece alguém que não sabia que existem vários tipos de circuitos? Mande este artigo para essa pessoa e compartilhe também nas suas redes sociais para nos ajudar na divulgação. Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe aqui nos comentários e iremos te responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)