Principais categorias de conduletes!

Muitos profissionais têm a ideia de que os conduletes são todos iguais, e por isso caem no erro de comprar qualquer um! Pensando nisso, o Mundo da Elétrica separou tudo o que você precisa saber sobre esse tema no artigo de hoje. Então, vamos lá pessoal!

O condulete é uma caixa usada em instalações de sobrepor, ou seja, toda a infraestrutura elétrica que vai fora da parte interna das paredes. Ele tem como função dar acesso aos cabos elétricos que estão dentro dos eletrodutos, bem como proteger esses cabos.

Tipos de conduletes

Os conduletes podem ser usados em várias situações, por isso, é bom saber sobre as características de cada tipo! De acordo com a norma NBR 15701, existem 6 categorias diferentes de conduletes:

Na imagem abaixo, vemos alguns modelos de conduletes classificados por categorias.

Modelos de conduletes para instalações.

Categorias dos conduletes.

Um parâmetro essencial na hora diferenciar essas classificações é a resistência mínima à deformação, visto que alguns conduletes possuem uma resistência mecânica maior que outros.

Por exemplo, os conduletes das categorias 1 e 2 têm uma resistência 4x maior se comparados aos de categoria 3. Já os conduletes das categorias 4 e 5 são 50% mais resistentes que os conduletes das categorias 1 e 2. Enquanto isso, os conduletes de categoria 6 são 50% mais resistentes em comparação aos de categorias 4 e 5.

Além das categorias, também é importante conhecer os tipos de conduletes e os seus formatos. Existem dois tipos de conduletes: os fixos e os múltiplos!

No condulete fixo, o local para encaixe dos eletrodutos é fixo ao corpo do condulete e, por isso, devemos usar conduletes diferentes de acordo com a instalação que será feita.

Existem nove variações de posições para entrada ou saída dos eletrodutos nos conduletes, são eles:

Os conduletes fixos podem ter dois tipos de encaixe para os eletrodutos: o encaixe fixo sem rosca, no qual o encaixe é feito por parafuso, e o encaixe fixo com rosca, no qual o próprio eletroduto vai rosqueado ao condulete.

O condulete múltiplo é mais prático de se utilizar, já que nele os encaixes para eletrodutos não são fixos. Existem cinco furos com rosca, onde é possível rosquear conectores para colocação dos eletrodutos e para os furos que não forem usados, existem os tampões!

Na imagem abaixo, vemos alguns exemplos de conduletes.

Modelos de conduletes para instalações.

Condulete fixo e múltiplo.

Acabamento dos conduletes

A Tramontina tem modelos de conduletes que são fabricados em liga de alumínio, oferecendo uma resistência mecânica alta e protegendo contra a corrosão!

Ela também fabrica alguns tipos de conduletes que recebem o acabamento com pintura eletrostática, que é uma das formas de pintura mais eficiente e resistente.

Esse tipo de pintura usa um processo diferenciado, utilizando cargas elétricas para a fixação da tinta. Normalmente, é a pintura mais usada em superfícies metálicas, mas ela também pode ser aplicada em qualquer material carregado eletricamente!

Nesse processo é usada uma tinta em pó no padrão poliéster, que proporciona uma resistência ainda maior contra a corrosão! E além de oferecer toda essa proteção, a pintura também pode contribuir para um acabamento melhor do condulete.

Conduletes com proteção contra poeira e água

Como os conduletes são usados em instalações de sobrepor, eles são excelentes opções para o uso em áreas externas, já que a instalação não pode permitir a penetração de objetos sólidos e líquidos.

Para aumentar essa proteção contra os objetos sólidos e líquidos, a Tramontina criou um Kit de vedações para os conduletes das categorias 1, 2 e 3, que garante o grau de proteção IP54.

Outra vantagem é que você pode comprar os conduletes sem a proteção IP, e se precisar dessa proteção extra, basta usar o kit de vedação.

No caso de conduletes ovalados, o grau de proteção é IP66, oferecendo uma proteção total contra poeira e fortes jatos d’água.

Tipos de roscas para conduletes

Para os conduletes Tramontina, existem basicamente 2 tipos de rosca: a BSP e a NPT. Esses dois modelos são muito usados em sistemas de tubulações!

A BSP é baseada na norma ABNT NBR 8133, sendo um padrão do tipo rosca paralela. Já a NPT é baseada na norma ABNT NBR 12912, sendo um padrão do tipo rosca cônica.

A rosca NPT é para vedação em sistemas de pressão, e é muito usada nos EUA e Canadá. Ela é mais robusta que a BSP, pois suporta muito bem as situações com alta pressão e garante uma confiabilidade muito maior!

É por causa dessas características que a rosca NPT é a mais usada em conexões de tubulações de água, gases e outros fluídos.

Enquanto isso, a rosca BSP é muito recomendada para as instalações residenciais, prediais e industriais. O grande diferencial da BSP em relação a NPT, é que ela pode ser desmontada e remontada sem danificar a rosca.

Antes de instalar, é preciso observar bem todos os detalhes em relação ao local de instalação. Por exemplo, se os conduletes serão usados em áreas internas ou externas. É importante estar atento também ao tipo de ambiente que os conduletes serão instalados, como:

De acordo com o local de instalação, é possível definir o tipo de material, ou seja, se ele será alumínio ou termoplástico, se terá pintura, qual será o grau de proteção ideal e se precisará ter resistência contra a penetração de objetos sólidos e líquidos!

Para aprender ainda mais sobre conduletes, recomendamos que você assista o vídeo abaixo do canal Mundo da Elétrica! E não se esqueça de deixar um gostei!

Compartilhe esse artigo com os seus amigos para que eles possam aprender também! Continue nos acompanhando seguindo as nossas redes sociais! Caso tenha ficado alguma dúvida ou curiosidade sobre o assunto, deixe nos comentários que iremos responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário