A eficiência energética é um assunto que está cada vez mais em pauta em diversas discussões e estudos sobre avanços tecnológicos, mas como ela funciona e quais são as formas de economizar? Além de explicar detalhadamente o que é eficiência energética e como aplicá-la, o intuito deste artigo é te ajudar a compreender como a distribuição do consumo por setores pode afetar no preço. Vamos lá pessoal!

Quanto pagar pela energia elétrica?

Diversas pessoas acham que o preço da conta de luz é um absurdo, mas você já experimentou viver sem ela pelo menos um dia? Bem pessoal, é visível como somos dependentes da energia e acredita-se que esta dependência seja cada vez maior com a evolução e surgimento de novas tecnologias.

Dificilmente você encontrará alguém que prefira voltar aos velhos tempos e deixar de usar o conforto que os eletrodomésticos e eletroeletrônicos proporcionaram. Mas será que existe um meio termo nesta história? Será que existe alguma forma de aproveitar estes benefícios sem que o seu bolso seja tão impactado? Na sequência deste artigo vamos apresentar os principais aspectos debatidos no INEE, que é o Instituto Nacional de Eficiência Energética.

Eficiência energética x economia de energia, qual a diferença?

O que é eficiência energética? Veja como deixar sua casa mais eficiente e como comprar aparelhos que gastam menos energia elétrica!

Eficiência energética: Como funciona?

A Eficiência energética nada mais é do que a forma com que desempenhamos alguma tarefa ou atividade utilizando a menor quantidade de energia possível. E quando falamos em menor quantidade de energia, não estamos falando em diminuição da qualidade, na verdade é justamente o contrário. Para exemplificar isso, observe a economia quando compramos uma lâmpada de LED, a redução no consumo quando comparada à uma lâmpada incandescente do mesmo nível de iluminação pode chegar à até 80%.

Eficiência energética: Como evitar desperdícios?

Para evitar os desperdícios, algumas mudanças de comportamento são fundamentais! Em um estudo realizado sobre eficiência energética, o resultado mostrou que o Brasil está em 15º entre os 16 países analisados, sendo que a Alemanha ficou em primeiro lugar. Este resultado é mais do que esperado, uma vez que a Alemanha é o país que investe em política educacional de qualidade, no bom uso de recursos e da reciclagem e muitos outros aspectos que envolvem a eficiência energética. Olhando por este lado, fica fácil compreender a péssima posição do Brasil no resultado apresentado, mas o que os consumidores residenciais podem fazer para reduzir o desperdício?

Eficiência energética e Conservação de energia é a mesma coisa?

Se a eficiência é fazer o trabalho com a menor quantidade de energia possível, quando apagamos a luz, fechamos a geladeira ou tomamos um banho frio, não estamos sendo eficientes, na verdade, estamos poupando energia elétrica. Por mais que o resultado final seja visto realmente na redução da conta, esta confusão entre os conceitos precisa ser desfeita para que as pessoas possam entender onde precisam melhorar. Então, podemos dizer que ficou bem claro que uma lâmpada desligada não é mais eficiente que uma acesa certo?

Eficiência Energética: Será que produzimos energia suficiente?

Estudos apontam que anualmente cerca de 10% da energia gerada no Brasil é desperdiçada. Em grande parte dos casos, a culpa não é do usuário, mas sim dos aparelhos utilizados. Apesar do usuário estar aparentemente isento deste desperdício, eles ainda têm uma boa parcela de culpa, mas como assim? Você alguma vez já pensou na eficiência do eletrodoméstico que vai comprar? Você alguma vez se importou em pagar um pouco mais caro naquele eletrônico que tem um selo PROCEL, garantindo que este equipamento consome menos energia? Pois é, são pequenos detalhes que fazem muita diferença e infelizmente, pouquíssimas pessoas dão a devida importância para estes aspectos.

Eficiência energética: Qual o impacto?

De acordo com o relatório do Centro Brasileiro de Informação em eficiência energética, a utilização de equipamentos mais eficientes e instalações elétricas dimensionadas corretamente, gerariam uma economia de aproximadamente 9% no consumo de energia elétrica.

Atualmente as empresas podem receber um selo verde, ele atesta que a empresa se preocupa com o meio ambiente e desenvolve ações para isso, o que a torna muito mais bem vista no mercado. Além disso, alguns bancos oferecem linhas de credito especiais para empresas certificadas com este selo verde. Sendo assim, para estas empresas, além da própria economia, elas ganham um diferencial competitivo e uma excelente ferramenta de marketing.

Existem pessoas que afirmam que mesmo comprando esses aparelhos com selos de eficiência energética, elas continuam gastando muito com energia elétrica. É importante observar diversos aspectos que também influenciam no preço da conta de energia. O primeiro ponto é que como a produção energética tem aumentado, estamos pagando cada vez mais.

Já existem diversas formas de reduzir os gastos com energia em casa ou na sua empresa! Utilizar iluminação mais eficientes como as lâmpadas de LED e usar chuveiro com aquecimento por painéis solares, são apenas duas destas alternativas. Sendo assim, cabe ao usuário, pesquisar sobre todas as ferramentas disponíveis e quais podem ser utilizadas em seu imóvel.

Eficiência energética: Mudar o consumo e não a produção

É importante frisar que os alemães não gastam menos energia que os brasileiros, a grande diferença é que as políticas públicas estimulam que as indústrias produzam energia e, principalmente que elas gastem o mínimo possível, ou seja, totalmente o inverso do que acontece aqui no Brasil.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética, sem dúvidas a maior parte do consumo de energia elétrica nacional é feita pelas indústrias! Então é indispensável pensar em maneiras de corrigir o consumo e não a produção, mas ai surge outro problema! Infelizmente a política energética no Brasil enfatiza basicamente a produção de energia renovável, mas não existem leis e padrões obrigatórios para instalações elétricas em prédios e residências, então as exigências relacionadas à eficiência energética só se aplicam a poucos equipamentos eletroeletrônicos e tudo isso precisa ser repensado urgentemente!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)