A pergunta “O que é um CLP?” é muito comum para quem está começando a estudar a elétrica industrial, os avanços tecnológicos proporcionam que hoje um sistema elétrico seja comandado e supervisionado de forma cada vez mais automática, simples, ocupando menos espaço e com custos cada vez menores.

CLP significa Controlador Lógico Programável ou PLC do inglês, Programmable Logic Controller, basicamente um CLP é um equipamento que se assemelha a um computador (hardware) onde é possível inserir um programa (software) para controlar e monitorar cargas (dispositivos de saídas) de acordo com parâmetros enviados ao CLP (dispositivos de entradas). O programa desenvolvido para um CLP é totalmente personalizável, composto por uma série de instruções ou funções específicas como lógica, sequenciamento, temporização, contagem e aritmética o que o torna o CLP um equipamento muito dinâmico que pode ser usado em qualquer processo automático de acionamento e ou monitoramento de máquinas e processos.

CLP.

Controlador Lógico Programável.

Segundo a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) um CLP, é um equipamento eletrônico digital com hardware e software compatíveis com aplicações industriais. Apesar desta definição hoje existem CLP’s com características e utilizações em automações residenciais e sistemas de segurança.

Componentes de um CLP.

CPU

Do inglês CPU (Center Processing Data) ou central de processamento de dados é o elemento responsável por ler os valores das entradas, executar as funções do programa e e transferir para as saídas as ordens de acordo com as funções. Basicamente composto pelo processador e as memórias.

Processador

O processador tem a função básica que é a responsabilidade por ler e executar o programa desenvolvido pelo usuário, para isso é composto de um sistema operacional (não podendo ser modificado pelo usuário). O processador também tem função de analisar falhas do programa que está sendo executado e falhas internas do próprio CLP (auto diagnóstico) e gerenciar a comunicação de dados. Uma CPU pode ter mais de um processador de acordo com o modelo e fabricante.

Memória

As memórias de um CLP (volátil e não volátil) são as responsáveis por armazenar todas as informações necessárias para que um CLP possa funcionar e executar suas funções, o sistema operacional por exemplo é armazenado em memórias não voláteis, ou seja não podem ser acessadas e alteradas pelo usuário, assim como as informações de fábrica e outros que não podem ou devem ser alterados. O programa que será executado e é feito pelo usuário é armazenado em memórias voláteis, ou seja podem ser modificadas e apagadas.

Fonte de alimentação

A fonte de alimentação é responsável por regular as tensões para os níveis adequados de cada CLP. Geralmente os CLP são alimentados com 24VCC e ligados em redes de 220VAC, a fonte faz as devidas transformações e alimentam os módulos com suas tensões específicas como por exemplo os processadores que geralmente trabalham com 5VCC,

Módulos de entradas

Esta parte do CLP é a responsável por fazer a conexão entre os atuadores e sensores de entrada com o CLP. Veja alguns tipos de sensores e atuadores que podem ser ligados as entradas do CLP:

  • Botoeiras;
  • Chaves fim de curso;
  • Chaves de níveis;
  • Boias;
  • Sensores diversos;
  • Termostatos;
  • Termopares;
  • Pressostatos;
  • Fluxostatos;
  • Encoders.

A entradas podem ser tanto digitais como analógicas de acordo com as características dos CLP’s

Módulo de saídas

Responsável por comunicar o CLP com as cargas diversas de um processo ou equipamento, pode ser compostos de saídas analógicas ou digitais como as entradas. Trabalham como o resultado de um programa que tem por finalidade atuar as cargas diversas estas podem ser:

  • Atuadores eletropneumáticos;
  • Atuadores eletroidráulicos;
  • Contatores (interfaceando com cargas diversas como motores, iluminações, resistências e etc);
  • Bobinas e temporizadores internos ao CLP.

Dispositivos de programação

São os dispositivos em que o programa é inserido no CLP, um computador pode ser comunicado com CLP para transferência do programa para o processo ou equipamento, mas devido a certas dificuldades de se ter um computador em campo a maioria dos fabricantes disponibilizam dispositivos para transferência de programas.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

21 comentários para “Controlador Lógico Programável CLP”

  1. Edson Vilkas

    Parabéns, excelentes postagens!

    Responder
    • Henrique Mattede

      Muito obrigado por este apoio e pela mensagem.

      Responder
  2. Raul de La Torre

    Muito boa explicação. Não perco nada do que você ensina. Muito Obrigado!

    Responder
    • Henrique Mattede

      É muito bom ler isso, agradeço demais por este apoio.

      Responder
  3. Oldack Filho

    Gostei do site.
    Não sei nada sobre eletricidade, gostaria de aprender, já até tentei, mais não consegui endender quase nada.

    Responder
  4. Diorlan Silva

    Muito bom as informações, obrigado pelo apoio

    Responder
    • Henrique Mattede

      Nós é que agradecemos pelo apoio. Obrigado.

      Responder
  5. Valdir Luciano Coura Alves

    Excelente matéria, parabéns e obrigado por me ajudar. Deus o abençõe.

    Responder
  6. Magnobaldo

    Gosto muito do canal apredir mais ainda!

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Que bom Margnobaldo! Obrigado por participar!

      Responder
  7. Jose Lucas dos Santos

    Muito obrigado pelo apoio dessa tema

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Valeu Jose!

      Responder
  8. Cleiton Campos

    Olá! Professor henrique, gostaria que você me respondesse, se possivel, o clp, veio pra aposentar o comando eletrico? substituiu os comandos convencionais com chaves e contatores etc, ele substitui o inversor? e os comandos eletricos?

    Responder
    • Henrique Mattede

      Não é o caso de aposentar os comandos elétricos, mas facilitar seu uso, em uma máquina simples como um compressor é inviável usar um CLP para seu acionamento, sendo ainda usado demais o comando.
      O CLP não substitui o inversor não, eles tem funções distintas mas podem trabalhar juntos.

      Responder
  9. Hernani Rodrigues

    Muito Bom mesmo.

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Muito obrigado Hernani!

      Responder
  10. Jair Antônio

    Excelentes informações parabéns e muito abrigado por estar sempre disponibilizando conteúdos importante para nossos aprendizado

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Nós que agradecemos por nos prestigiar Antonio!

      Responder
  11. Paulo Jorge do Nascimento

    Parabéns ao Dr.henrique Mattede e sua equipe por nos proporcionar tantos conhecimentos.estou aprendendo cada vez mais!

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Paulo!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)