Os botões, botoeiras e chaves seletoras fazem parte da interface do usuário com os acionamentos e funções de uma máquina ou equipamento elétrico. Em comandos elétricos, as botoeiras têm como função estabelecer ou interromper a passagem de corrente elétrica em linhas de um circuito de comando, a partir de um acionamento manual, local ou à distância.

Existem vários tipos de botoeiras para as mais variadas funções e este artigo, o Mundo da Elétrica vai mostrar todos os detalhes necessário para entender e utilizar corretamente as botoeiras.

Constituição das botoeiras

Há vários tipos de botões de comando, que normalmente são compostos por um elemento frontal de comando (cabeçote) e o bloco de contatos.

A grande maioria das botoeiras utilizam o princípio de montagem modular, onde há possibilidade de adaptar vários blocos de contato no cabeçote do botão do comando elétrico.

Este princípio de montagem de contatos no cabeçote é denominado blocos de contatos intercambiáveis. E conforme a aplicação, os cabeçotes podem apresentar diâmetros de 10, 15, 16, 22 e 30 mm.

Conjunto de botão de emergência.

Conjunto cabeçote e bloco de contatos em botoeira de emergência.

Bloco de contatos

O bloco de contatos é um elemento constituído por um corpo isolante, contatos móveis, contatos fixos e bornes para conexão.

Corpo Isolante

O corpo isolante serve para envolver os contatos e sustentar os bornes para a conexão. Ele é feito de um material termoplástico isolante com boa resistência mecânica.

Contatos

Os contatos são os elementos responsáveis pela continuidade da corrente elétrica do circuito, são normalmente em forma de pastilha de liga de prata, tanto nas partes fixas como nas partes móveis, garantindo assim uma alta capacidade de ruptura do arco elétrico, o que acarreta uma vida mais longa para os contatos. Alguns fabricantes fornecem sob encomenda contatos com pastilhas banhadas a ouro.

Bornes para conexão

Os bornes para a conexão são elementos que estabelecem a ligação dos condutores nos contatos fixos.

Normalmente a fixação dos cabos através de bornes de conexão são por parafuso. Porém, já existem no mercado bornes de conexão através de pressão, que dispensam o uso de chaves de aperto.

Tipos de contatos

Cada bloco de contato pode possuir três tipos de contatos, que são eles:

  • Contatos NA (sigla de normalmente aberto em português) ou NO (sigla de normally open em inglês): Em estado de repouso, estes contatos ficam na posição aberta, o que impede a passagem de corrente elétrica. Porém, quando são acionados eles se fecham, permitindo a passagem de corrente elétrica.
  • Contatos NF (sigla de normalmente fechado em português) ou NC (sigla de normally close em inglês): No estado de repouso, estes contatos ficam na posição fechada, o que permite a passagem de corrente elétrica. Porém, quando são acionados eles se abrem, impedindo a passagem de corrente elétrica.
  • Contatos Comutadores: Possuem um contato comum em um lado e no lado oposto dois contatos de saída, um NA e outro NF. Isto permite uma comutação entres as duas saídas, selecionando linhas de comandos distintas em um circuito elétrico.
Símbolos usado para contatos em botoeira.

Simbologia de contatos para botoeiras.

Cabeçote, atuador ou elemento frontal

O elemento de acionamento que é conectado aos contatos pode receber os seguintes nomes: cabeçote, atuador ou elemento frontal.

É através do elemento frontal da botoeira que um operador manipula e comanda uma máquina ou sistema elétrico!

Modelos de botoeiras

Botoeira com retenção

Este tipo de botoeira quando é apertada não tem o retorno para a posição inicial. Para voltar ao estado de posição inicial deve-se pressioná-lo novamente, ou em outro modelos apertar um segundo botão que destrava o primeiro.

Uma desvantagem do uso deste componente é que, no caso de falta de energia no momento que o circuito estiver em funcionamento, o botão permanecerá comutado na posição ligado. Então, quando houver o restabelecimento da energia, o circuito irá voltar a funcionar automaticamente.

Da mesma forma, se um relé de proteção atuar desligando o circuito em uma máquina ou sistema atuado por este tipo de botão, ao se retirar a falha, o funcionamento do circuito se restabelecerá.  Podendo causar prejuízos no funcionamento interno de algum componente de proteção ou até trazer risco aos trabalhadores que operam neste sistema ou máquina.

Botão do tipo retentor para maquinas e acionamentos elétricos.

Botoeira com retenção usada em comandos elétricos.!

Botoeira sem retenção ou botão pulsante

Este é o botão mais utilizado nos circuitos de comandos! É usado para enviar um pulso de comando para algum componente da máquina.

Quando este botão é usado em comandos analógicos deve ser ligado através de um contato de selo. Caso não seja, o seu funcionamento será temporário.

Este modelo de botoeira é muito usado pela segurança proporcionada por ele em caso de falta de energia elétrica. Pois o contato de selo do seu circuito é desligado com a falta de energia, sendo possível sua religação apenas se acionado novamente o botão.

Uma desvantagem deste modelo é a necessidade de outro botão para desligar o circuito, o que acaba ocupando um espaço adicional e aumentando custo da instalação.

Botão pulsador sem retenção.

Botoeira do tipo pulsador.

Botoeira liga e desliga conjugado

Este modelo de botão possui dois atuadores de botão sem retenção em apenas um cabeçote.

Em sua ligação é normalmente usado um contato de selo para que o circuito permaneça ligado. No entanto, diferente do modelo acima, este possui ambos acionamentos no mesmo botão onde os contatos são divididos, um lado possuindo o botão liga na cor verde e o outro lado possuindo o botão desliga na cor vermelha.

Botoeira liga e desliga conjugado.

Botoeira do tipo liga e desliga.

Botoeira cogumelo ou botão de emergência

A botoeira de emergência é usada para desligar um comando em caso de alguma anormalidade, ou para que seja feita alguma manutenção onde é preciso o seu desligamento. Este botão possui atuação por pressão e possui trava com retenção. Também pode ser chamado de botão com acionamento por soco ou tapa.

Para que este botão retorne ao seu estado normal é necessário girar o botão de modo a promover o destravamento, esta manobra torna o dispositivo muito seguro evitando manobras de religamento inadvertidas.

Geralmente seus contatos de proteção são NF (Normalmente Fechado), utilizados para desligar o circuito e NA (Normalmente Aberto), para sinalizar a condição de emergência.

Botoeira de emergência, acionamento por soco.

Botão cogumelo ou botão de emergência.

Botoeira com chave

A botoeira com chave funciona como uma botoeira de emergência! Porém, ao invés de uma simples trava rotativa para retorno dos contatos à posição inicial, nesta botoeira é necessário que uma chave destrave o sistema para ocorrer o retorno dos contatos à posição inicial.

Botão com trava por chave.

Botoeira com retenção por chave.

Contato de selo

Um contato de selo é uma composição de comandos elétricos usada para permitir que um sistema seja capaz de se manter energizado quando é acionado por um sinal pulsante, que pode ser emitido por uma botoeira sem retenção. O contato de selo é uma condição lógica “OU”, em que existem dois caminhos alternativos para a alimentação de uma bobina de contator.

Quando o botão é acionado na primeira vez, ele proporciona um caminho para que a corrente elétrica chegue à bobina de um contator ou relé. No momento que o contator ou relé é acionado, um caminho alternativo é criado através de um contato NA do próprio contator ou relé que proporciona uma realimentação para a bobina, mantendo o sistema ligado.

O contato de selo só é cortado quando há uma falta de corrente elétrica chegando na bobina do contator ou relé, isso pode ocorrer através de um botão de desligamento.

Veja o diagrama do comando de um contato de selo:

Diagrama de contato de selo para comandos elétricos.

Diagrama multifilar do contato de selo usado em comandos elétricos.

Cores de botões

As cores dos botões têm uma função importante para a segurança dos profissionais que manipulam máquinas e equipamentos elétricos. As normas NR26 e NR12 especificaram cores para que houvesse um padrão de trabalho, onde qualquer profissional pudesse identificar o fluxo de funcionamento de uma máquina ou sistema apenas observando as cores dos botões que estivessem ligados.

Segundo as normas NR26 e NR12 as cores para botões são:

  • Verde: Arranque, liga e partida.
  • Preto: Arranque, liga e partida.
  • Vermelho: Parar, desligar, botão de emergência.
  • Amarelo: Inverter o sentido, cancelar operação, cancelar condição perigosa.
  • Azul: Qualquer função diferente das anteriores.
  • Branco: Qualquer função diferente das anteriores.

Este vídeo do Mundo da Elétrica mostra um tipo de botoeira que já vem com o sinaleiro integrado, uma forma de economizar espaço em um quadro elétrico.

Para a montagem de um comando é essencial seguir as normas de cores para botões, de forma a manter a segurança dos usuários e operadores de máquinas e sistemas. Por isso é importante conhecer e se informar sobre as boas práticas e normas usadas na área de elétrica industrial.
Não deixe de conhecer mais conteúdos de nosso site e aprender ainda mais sobre o Mundo da Elétrica.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)