No Brasil, 80% da geração de energia elétrica advém de fontes e hidrelétricas, 11% de termoelétricas e o restante por outros processos. A partir da usina, a energia é transformada em subestação elétricas, elevadas a níveis de tensão (69/88/138/240/440kV) e transportada em corrente alternada através de cabos elétricos, até as subestações rebaixadoras, delimitado a fase de transmissão.

Quando falamos no setor elétrico, referimo-nos normalmente ao Sistema Elétrico de Potência (SEP), definido como o conjunto de todas as instalações e equipamentos destinadas à geração, transmissão e distribuição de energia elétrica até a medição inclusive.

Conforme definição dada pela ABNT através das NBR (Normas Brasileiras Regulamentadoras), considera-se baixa tensão, a tensão superior a 50 volts em corrente alternada ou 120 volts em corrente contínua e igual ou inferior a 1000 volts em corrente alternada ou 1500 volts em corrente contínua, entre fases ou entre fase e terra. Da mesma forma, considera-se “alta tensão”, a tensão superior a 1000 volts em corrente alternada ou 1500 volts em corrente continua, entre fase ou entre fase e terra.

SEP

Sistema elétrico de potência (SEP).

Geração de Energia Elétrica

São atividades de intervenção realizadas nas unidades geradoras, para restabelecer ou manter suas condições adequadas de funcionamento.

Essas atividades são realizadas nas salas de máquinas, salas de comando, junto a painéis elétricos energizados ou não, junto a barramentos elétricos, instalações de serviço auxiliar, tais como: transformadores de potencial, de corrente, de aterramento, banco de baterias, retificadores, geradores de emergência, etc.

Os riscos na fase de geração (turbinas/geradores) de energia elétrica são similares e comuns a todos os sistemas de produção de energia e estão presentes em diversas atividades, destacando:

  • Instalação e manutenção de equipamentos e maquinários (turbinas, geradores, transformadores, disjuntores, capacitores, chaves, sistemas de medição, etc.);
  • Manutenção das instalações industriais após a geração;
  • Operação de painéis de controle elétrico;

Transmissão de Energia Elétrica

Destinados a transportar a energia elétrica desde a fase de geração até a fase de distribuição, abrangendo processos de elevação e rebaixamento de tensão elétrica, realizados em subestações próximas aos centros de consumo. Essa energia é transmitida em corrente alternada (60 Hz) em elevadas tensões (138 a 500 kV). Os elevados potenciais de transmissão se justificam para evitar as perdas por aquecimento e redução no custo de condutores e métodos de transmissão da energia, com o emprego de cabos com menor bitola ao longo das imensas extensões a serem transpostas, que ligam os geradores aos centros consumidores.

Manutenção de Linhas de Transmissão;

  • Substituição e manutenção de isoladores (dispositivo constituído de uma série de “discos”, cujo objetivo é isolar a energia elétrica da estrutura);
  • Limpeza de isoladores;
  • Substituição de elementos para-raios;
  • Substituição e manutenção de elementos das torres e estruturas;
  • Manutenção dos elementos sinalizadores dos cabos;
  • Desmatamento e limpeza de faixa de servidão, etc.

Construção de Linhas de Transmissão

  • Desenvolvimento em campo de estudos de viabilidade, relatórios de impacto do meio ambiente e projetos;
  • Desmatamentos e desflorestamentos;
  • Escavações e fundações civis;
  • Montagem das estruturas metálicas;
  • Distribuição e posicionamento de bobinas em campo;
  • Lançamento de cabos (condutores elétricos);
  • Instalação de acessórios (isoladores, para-raios);
  • Ensaios e testes elétricos.

Distribuição de Energia Elétrica

É o segmento do setor elétrico que compreende os potenciais após a transmissão, indo das subestações de distribuição entregando energia elétrica aos clientes.

Distribuição e proteção.

Distribuição residencial.

A distribuição de energia elétrica aos clientes é realizada nos potenciais:

  • Médios clientes abastecidos por tensão de 11,9 kV / 13,8 kV / 23 kV;
  • Clientes residenciais, comerciais e industriais até a potência de 75 kVA (o abastecimento de energia é realizado no potencial de 110, 127, 220 e 380 Volts);
  • Distribuição subterrânea no potencial de 24 kV.

 A distribuição de energia elétrica possui diversas etapas de trabalho, conforme descrição abaixo:

  • Recebimento e medição de energia elétrica nas subestações;
  • Rebaixamento ao potencial de distribuição da energia elétrica;
  • Construção de redes de distribuição;
  • Construção de estruturas e obras civis;
  • Montagens de subestações de distribuição;
  • Montagens de transformadores e acessórios em estruturas nas redes de distribuição;
  • Manutenção das redes de distribuição aérea;
  • Manutenção das redes de distribuição subterrânea;
  • Poda de árvores;
  • Montagem de cabinas primárias de transformação;
  • Limpeza e desmatamento das faixas de servidão;
  • Medição do consumo de energia elétrica;
  • Operação dos centros de controle e supervisão da distribuição.

É importante saber como funciona a matriz energética brasileira para pensarmos o futuro de nossa energia.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

22 comentários para “Um pouco mais sobre o sistema elétrico de potência (SEP)”

  1. Sebastião Paiva

    As informações esclarece dúvida de maneira simples. Muito bom. Obrigado.

    Responder
    • Henrique Mattede

      Por nada, precisando estamos por aqui.
      Se ainda não nos segue, não deixe de se inscrever em nosso canal no youtubehttp://goo.gl/0a6d9A
      Veja nossos vídeos e nos ajude com a divulgação.
      Postamos novos vídeos toda semana.

      Responder
  2. Jose Ranulfo Coelho do Amaral

    Muito bom o conteudo

    Responder
    • Henrique Mattede

      Estamos aqui para ajudar!

      Responder
  3. Jose Ranulfo Coelho do Amaral

    Conteúdo muito bom, com explicações contudentes

    Responder
    • Henrique Mattede

      Poxa muito obrigado pela mensagem e pelo apoio.
      Se ainda não nos segue, não deixe de se inscrever em nosso canal no youtubehttp://goo.gl/0a6d9A
      Veja nossos vídeos e nos ajude com a divulgação.
      Postamos novos vídeos toda semana.

      Responder
  4. Ademir Júnior

    Parabéns. Todos os conteúdos muito bem explicados.

    Responder
    • Henrique Mattede

      Agradeço bastante por este apoio!

      Responder
  5. Richardson Oliveira

    Só lembrando que hoje já existe transmissão em alta tensão em corrente contínua, inclusive aqui no Brasil.

    Responder
    • Henrique Mattede

      Sim, me parece que tem mais algumas linhas em planejamento usando esta tecnologia.

      Responder
  6. Ritter

    Não é comentário, e sim uma dúvida, se possível me ajuda.
    Qual é a distância mínima da torre de alta tensão, para construção de casas, por favor me ajudem, e se possível me avise ainda hoje, abraços muito obrigado.

    Responder
    • Henrique Mattede

      Eu não encontrei ainda algum lugar confiável com esta informação.

      Responder
  7. Caculé

    Boa Noite, Henrique quem trabalha com manobra com cabine primaria ou secundaria direto COM ALTA TENSÃO TEM QUE TER O CURSO SEP E NR 10 ONDE POSSO FAZER O CURSO SEP SOU ELETRICISTA MAIS NÃO TENHO O CURSO SEP FAÇO MANOBRA EM CABINE PRIMARIA DE 13.8…PARABÉNS GOSTO MUITO DO CANAL MUNDO DA ELÉTRICA SOMOS ELETRICISTA ESTAMOS SEMPRE APRENDENDO COISAS NOVAS

    Responder
    • Henrique Mattede

      Sim você trabalha dentro do SEP e tem de fazer sim o curso. Em que cidade trabalha? A empresa no caso é a mais interessada em te capacitar, recomendo que sente com a empresa e converse sobre isso.

      Responder
  8. Valdonei Serra

    Muito bom esse artigo, sou instrutor de normas e sempre entro nesse canal par ficar atualizado, parabéns Henrique te desejo sucesso.

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Vandonei!

      Responder
  9. Roosevelt Rodrigues Ribeiro

    Parabéns Henrique e a toda equipe do Mundo da Elétrica.
    Eu sou Engenheiro Eletricista a 25 anos e virei Gerente de Produção muito cedo, ou seja, me tornei um bom administrador em fábricas daqui de Manaus, por isso a gente vai esquecendo os conceitos por deixá-los de aplicá-los. Já algum tempo tenho usado bastante o Portal do Mundo da Elétrica para humildemente relembrar fundamentos como também aprender coisas novas que não existiam na minha época e por isso só posso testemunhar positivamente e principalmente agradecer.
    Parabéns pela sua didática e organização que se reflete na qualidade do material colocado gratuitamente a disposição dos Eletricistas e Engenheiros “Antigos” como eu. Você com certeza vai ser um grande Engenheiro Eletricista e um excelente Professor Universitário.
    Sucesso e grande abraço!

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      MUito obrigado por nos prestigiar!

      Responder
  10. Marçal Bracht

    Muito bom

    Responder
  11. Gilvandro de Jesus

    Excelente!

    Responder
    • Equipe Mundo da Elétrica

      Obrigado Gilvandro!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)