Transformadores são dispositivos elétricos muito utilizados atualmente, mas você sabe o que é um transformador, para que serve e onde são utilizados? Aqui você irá esclarecer todas essas dúvidas e muito mais. Vamos lá pessoal!

Os transformadores são dispositivos que funcionam em corrente alternada, sua finalidade é converter a tensão aplicada na bobina primária ou enrolamento primário, a entrada, elevando ou reduzindo a tensão na bobina secundária ou enrolamento secundário, a saída do transformador.

São muito usados para conversão de tensão para equipamentos domésticos ou em indústrias, onde as tensões dos equipamentos não são compatíveis com a tensão disponibilizada pela concessionária local. Conheça agora alguns tipos de transformadores.

Transformadores de segurança:

Transformadores de segurança, como o próprio nome já diz, são responsáveis pela segurança dos equipamentos que estão alimentando, não deixando que chegue uma corrente ou tensão no aparelho que possa danificá-lo. Essa proteção é feita através de um isolamento especial não permitindo que haja contato entre o enrolamento primário e o enrolamento secundário, ou até mesmo um contato entre uma das bobinas com o núcleo. São considerados transformadores de segurança os transformadores de campainha, transformadores de brinquedos e transformadores de isoladores.

Transformador.

Transformador de isolamento.

Transformadores de brinquedos:

São os transformadores usados em brinquedos onde sua tensão secundária não ultrapassa 24 volts. Nestes modelos de transformadores existe a possibilidade de ocorrer um curto-circuito, caso isto ocorra sua tensão de curto é relativamente alta, limitada apenas pela ação das resistências internas e dos campos de dispersão.

Transformadores de campainha:

As campainhas necessitam de pouca tensão para funcionar, tensão essa que se limita a no máximo 12 volts, deste modo seu transformador tem nas espiras secundárias enrolamentos suficientes para tensão desejada. Deve ser compreendido que as campainhas são muito fáceis para fechar curto por terem suas resistências internas muito baixas, podemos até dizer que cada acionamento equivale à um curto no segundo enrolamento do transformador.

Transformadores de Isolamento:

Este modelo de transformador é um modelo tradicional, utilizado nas residências para alimentar equipamentos que funcionam com tensões opostas as disponíveis pelas concessionárias, sendo possível alimentar um único aparelho, ainda sim sendo preciso que sua corrente de trabalho não ultrapasse 16 amperes. Em sistemas monofásicos são utilizados transformadores de isolamento de 250V e quando for sistemas trifásicos são utilizados transformadores 380V.

Transformadores reguláveis

Transformadores padrões ocasionalmente utilizam do método de dobrar ou dividir pela metade a tensão de entrada. Já os transformadores reguláveis permitem uma maior possibilidade para a escolha da tensão que irá sair do transformador para alimentação de determinado equipamento, este modelo de transformador é muito utilizado quando necessários o uso de diversos aparelhos com tensão de aplicação diferentes.

Existem dois métodos para que seja possível está variação de tensão, fazendo a variação do número de espiras do enrolamento secundário e variando a intensidade do campo de dispersão magnético.

Transformadores reguláveis com variação do número de espiras:

Seu método de funcionamento trabalha com a variação do número de espiras no seu enrolamento secundário, onde existem várias derivações nas quais são ligadas as cargas.

Transformadores reguláveis com variação dos campos de dispersão:

Os campos de dispersão diminuem a indução no enrolamento secundário, quanto maior for este campo de dispersão mais intenso e mais forte será este efeito, se variarmos a dispersão teremos uma segunda alternativa que é variar a tensão na saída.
Existem várias maneiras de interferir no campo de dispersão, uma delas é usado um transformador com jogo de dispersão, pois quando o jogo se encaixa totalmente no núcleo alcança a máxima dispersão e, quando o jogo fica o mais fora possível do núcleo, alcança o mínimo.

Transformadores para instrumentos:

São utilizados em instrumentos de medições elétricas, como os multímetros, sendo principalmente recomendado seu uso para medições em altas tensões e correntes, pois o transformador consegue isolar os aparelhos, reduzindo assim suas altas tensões e correntes, para facilitar a medição.

Autotransformador:

Os autotransformadores são diferentes de todos os transformadores relacionados acima, são compostos por apenas um enrolamento, onde pode ser considerada como primária ou secundária.

O autotransformador é uma máquina elétrica que consegue fazer a mesma indução de potência a um circuito, com alteração de tensão e corrente, mas contrário ao transformador apenas um enrolamento é usado para isso, de acordo com a transformação desejada em determinada parte do enrolamento será derivado um “tap” e neste ponto teremos valores diferentes dos encontrados na entrado do autotransformador.

A principal diferença entre autotransformadores e os transformadores é que ele transmite somente uma parte da corrente elétrica por indução, o restante é feito através da condução na corrente elétrica.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)