Você sabe o que faz e onde atua o técnico em eletrônica? Tire todas as dúvidas sobre essa profissão, saiba quanto ganha um técnico em eletrônica, quais as áreas de atuação, o tempo médio de duração do curso, as matérias que são abordadas e o mercado de trabalho, vamos lá!

O que é o técnico em eletrônica?

Em relação a este profissional as pessoas não possuem muitas dúvidas sobre o que é e o que faz o técnico em eletrônica, mas que na realidade vai muito além do que dar manutenção em equipamentos eletrônicos ou eletrodomésticos. A área de atuação para o técnico em eletrônica é ampla, isso é devido à grande interação que o profissional tem com a tecnologia.

A área da eletrônica geralmente é conhecida por ser necessário trabalhar com números muito mais precisos, onde tensão e corrente possuem valores relativamente menores.

O técnico de eletrônica além de executar manutenção corretiva e preventiva em equipamentos eletrônicos, também é responsável por elaborar, montar e instalar projetos, desenvolver dispositivos para circuitos, criação e implementação dos sistemas de automação industrial e residencial.

Áreas de atuação para o técnico em eletrônica.

A área de atuação para o técnico em eletrônica é muito vasta, que acaba proporcionando para esse profissional um mercado de atuação amplo, podendo atuar em várias áreas de interesse, tais como:

  • Computação, armazenando e processando informações;
  • Telecomunicações, transmitindo e recebendo informações;
  • Instrumentação, representar as grandezas físicas e químicas (informações) sob forma de sinais elétricos;
  • Sistemas de potência, processar e armazenar energia, utilizando a eletrônica de potência;
  • Sistemas de controle, comandar e controlar processos e sistemas;
  • Processamento de sinais, extrair informações dos sinais e/ou torná-los mais adequados para alguma aplicação;
  • Programação, desenvolvimento de sistemas dedicados.
Profissional da eletrônica.

O que faz o técnico de eletrônica.

Tempo de duração do curso e média salarial.

Em média o tempo de duração para o curso técnico em eletrônica é de 18 até 24 meses, podendo variar, o que vai depender da instituição de ensino, algumas delas costuma durar três anos, isso é devido ao curso ser integrado com o ensino médio, em ambos os casos não na maioria das instituições de ensino possui o estágio obrigatório.
A média de salários para um técnico em eletrônica varia bastante, tendo como média nacional de aproximadamente dois salários mínimos, tendo como o mínimo de aproximadamente um salário e meio e máximo de quatro salários mínimos.

Matriz curricular para o curso técnico em eletrônica:

As matérias que compõem a matriz curricular do curso também podem variar de acordo com a instituição, mas basicamente as que são estudadas são: eletrônica analógica I e II, eletrônica digital I e II, circuitos elétricos I e II, matemática aplicada I e II, Introdução à programação I e II, eletrônica de potência I e II, instrumentação e controle I e II, telecomunicações I e II, normalização e qualidade, microprocessadores, normas técnicas e por final o estágio, que na maioria dos casos é obrigatório.

Algumas instituições ainda possuem em sua matriz curricular a opção de desenho técnico e inglês técnico, o inglês é devido a todas as informações (datasheets) dos dispositivos eletrônicos estarem disponíveis em sua maioria apenas em inglês, além das principais linguagens de programação.

Embora o técnico em eletrônica tenha que estudar matérias que sejam relacionadas à elétrica predial, esse é um profissional que costuma ter muitas dificuldades sobre essa área, isso é porque o técnico costuma ver apenas a teoria, mas não possui prática e geralmente nunca fizeram uma instalação, é muito comum recebermos dúvidas de profissionais da área, porém com desenvolvimento da automação residencial e alta tecnologia o profissional da eletrônica vem buscando por mais informações e se qualificando, desta maneira agregando seus conhecimentos com a elétrica predial.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho como um todo é muito competitivo, independente da área, o que não é diferente para um técnico em eletrônica, embora seja uma área de atuação muito ampla o profissional precisa se capacitar e atualizar cada vez mais.

Este profissional pode atuar em áreas de comando e controle industrial, laboratórios de desenvolvimento de equipamentos eletrônicos, telecomunicações, eletrônica embarcada (veículos terrestres, náuticos e aeronáuticos), manutenção em eletroeletrônicos, equipamentos de informática e domésticos, concessionárias de energia elétrica, empresas que utilizam automação de processos industriais, equipamentos biomédicos e como autônomo.

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)