Atualmente existem diversos circuitos integrados na eletrônica, porém, um deles se destaca e provavelmente é um dos principais circuitos integrados atuais! Você conhece o Circuito Integrado 555? Neste artigo o Mundo da Elétrica vai falar do importante CI 555, vamos explicar o que é o Circuito 555, CI 555 funcionamento e mais. Então, vamos lá pessoal!

O que é o CI 555?

O circuito CI 555 é um Circuito Integrado que foi desenvolvido originalmente para servir como um oscilador e timer com um uso geral. Ele foi criado pelo engenheiro Hans Camenzind em 1970, e mesmo passados 50 anos da sua criação, pouco se mudou na composição deste circuito!

Existem teorias dizendo que a sua identificação como 555 é feita por causa do divisor de tensão interno que ele possui, que tem três resistores com 5.000 Ohms cada.

Devido à grande versatilidade deste componente, foram e ainda são criadas incontáveis aplicações para o mesmo. Entre essas diversas aplicações, podemos citar algumas:

  • Modulador por largura de pulso
  • Oscilador Intermitente
  • Inversor
  • Sensor Foto-Elétrico
  • Metrônomo/Pisca-Pisca
  • Divisor de Frequência
  • Oscilador de Áudio Básico
  • Temporizador Duplo
  • Oscilador Modulado em Frequência
  • Detector de Ausência de Pulso
  • Gerador/Emissor de pulso e outros

CI 555 Terminais

Este componente possui uma série de oito terminais, sendo dispostos quatro de cada lado. A identificação dos terminais é feita no sentido anti-horário, mas depende da posição da parte chanfrada do CI 555.

Assim como nos outros Circuitos Integrados, a parte chanfrada é o ponto de partida para a identificação dos terminais, no caso do CI 555 ela normalmente fica para cima ou para a esquerda. E a partir da área chanfrada, é feita a identificação dos oito pinos, conforme a imagem abaixo.

O que é cada terminal?

Veja como identificar os terminais do CI 555!

  • GND: Reverter a polaridade deste terminal pode ser fatal para o chip! Ele representa o terra, tendo que estar ligado ao ponto da fonte de alimentação que está aterrado (0V).
  • TRIGGER: Também conhecido como gatilho, a sua ação se dá quando um valor de tensão que é menor que ⅓ da tensão de alimentação é aplicado no terminal. Quando isso acontece, o biestável interno do CI é ativado, juntamente com a sua saída.
  • OUTPUT: Representa a saída, que quando é ativada emite um sinal temporário cuja a frequência depende de outras influências do circuito. A amplitude deste sinal é igual à tensão de alimentação do componente.
  • RESET: Esse é o terminal que tem a função de interromper e começar a operação novamente
  • CONTROL VOLTAGE: Traduzido como controle de voltagem, ele controla o comparador interno do chip que fica ligado ao terminal 6, regulando a sua sensibilidade.
  • THRESHOLD: Chamado de Limiar, ele desativa o biestável e a saída do CI quando nele chega uma tensão maior que ⅔ da tensão da fonte de alimentação.
  • DISCHARGE: Traduzido como descarregar, ele tem a função de fazer a descarga do capacitor que deve estar ligado nele.
  • VCC: Este é o terminal onde chega a tensão de alimentação do circuito integrado 555, podendo ser de 1,5V até 18V. Consulte o respectivo CI 555 Datasheet para fazer a ligação correta dele.

O 555 datasheet é uma folha de dados (ou folha de especificações) que resume o desempenho e outras características técnicas do Circuito Integrado!

CI 555 Características

Este circuito possui algumas características, veja uns exemplos abaixo.

  • Possui uma faixa de tensão de alimentação entre 1,5 e 18 V
  • A sua corrente de Limiar típica é de 30 nA
  • Tem um baixo consumo de corrente
  • A sua tensão de Reset típica é de 0,7 V
  • Tem uma dissipação máxima de aproximadamente 500 mW
  • O valor máximo para a sua corrente de saída é 200 mA

É importante atentar que essas são algumas das características deste circuito e podem se alterar, mesmo que suavemente. Isso varia de acordo com o modelo, fabricante ou mesmo com sufixos que representam uma linha especial.

CI 555 Modos de Operação

O Circuito Integrado CI 555 possui três modos de operação, que são: Biestável, Monoestável e Astável.

Biestável

Como o próprio nome indica, existem dois estados estáveis. Essa configuração faz com que ao receber um sinal de disparo em sua entrada, ele gera um sinal de resposta em sua saída, obtendo um resultado com nível lógico baixo ou alto na saída.

Por exemplo, quando a entrada (TRIGGER) estiver em estado baixo, a resposta na saída será um nível lógico alto. Porém, o RESET faz que o estado da saída reverta para o estado baixo.

Como funciona esta configuração?

Modo de Operação Biestável do CI 555!

Essa configuração é usada quando é preciso inverter um sinal após o acionamento, fazendo com que o biestável reinicie quando for necessário.

Monoestável

Como o próprio nome também indica, existe apenas um estado estável. Esta configuração também faz com que ao receber um sinal de disparo em sua entrada, seja gerado um sinal de resposta em sua saída.

Porém, o estado estável dessa configuração é a saída desligada, ou seja, enquanto não houver um sinal da sua entrada ele permanece num nível lógico baixo. Quando tem um sinal de disparo na entrada, a saída reverte para o nível lógico alto durante um tempo, voltando para o zero quando esse tempo acabar.

Como funciona esta configuração?

Modo de Operação Monoestável do CI 555!

Esta configuração tem um uso muito bem exemplificado em um circuito de acendimento e desligamento automático de lâmpadas, com um certo tempo de consideração.

Astável

O significado de astável é não possuir um estado estável. Essa configuração gera uma onda quadrada, pois a saída fica alternando o estado entre alto e baixo repetidamente, sem que o usuário precise intervir.

Como funciona esta configuração?

Modo de Operação Astável do CI 555!

Esta configuração é usada quando é necessária uma alternância entre o estado ligado e desligado. Piscar LEDs ou lâmpadas é um bom exemplo do seu uso.

Para você continuar sempre aprendendo sobre eletrônica e elétrica, veja o vídeo abaixo do canal Mundo da Elétrica sobre uma das aplicações do CI 555, que é em modulação por largura de pulso! Deixe o gostei no vídeo e se inscreva no nosso canal.

Aproveitou esse conteúdo? Não perca tempo e já acesse outro dos nossos diversos artigos! Compartilhe esse artigo com os seus amigos para ajudá-los a aprender. E se tiver ficado alguma dúvida ou sugestão, pode comentar que vamos te responder!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)