O tema de hoje é sobre os contatores! Você já se perguntou o que é um contator? Como funciona um contator? E qual a aplicação de um contator? Estas perguntas são bem comuns e neste artigo vamos respondê-las, vamos lá pessoal!

O que é contator?

Os contatores estão entre os principais componentes da área de comandos elétricos e eletromecânicos. Eles são utilizados em acionamentos e proteção, geralmente atuando em conjunto com outros acessórios e componentes. Os contatores são bastante utilizados em motores, uma vez que os seus contatos permitem a comutação de correntes elevadas acionadas por simples botões e controles remotos.

Os contatores nada mais são do que um conjunto de contatos que é acionado por eletroímã. Eles podem ser contatos Normalmente Aberto (NA), Normalmente Fechado (NF), ou contatos comutadores que comutam entre um Aberto e um Fechado (NAF). É importante deixar bem claro que entre os contatores não existem contatos comutadores de múltiplas posições. Então possuem apenas contatos comutadores em dois estados de comutação que é ativado (NA) ou em repouso (NF).

O que é contator e qual a sua função?

Conheças os tipos de contatores e onde são usados!

Como funciona um contator?

Os contatores trabalham através de efeito eletromagnético, possuindo três contatos de carga alimentando diretamente os motores. Também existe o bloco de contatos auxiliares que são usados para aumentar a capacidade de automatização no comando a ser executado. A sua fixação pode ser na parte frontal ou lateral do contator, essas características podem variar de acordo com o modelo e fabricante.

Um exemplo de benefício da utilização de contatores é evitar a ida desnecessária até a máquina para realizar qualquer tipo de trabalho que possa colocar em risco a segurança do trabalhador. Portanto, podemos afirmar que há uma praticidade maior, além do conforto na utilização deste equipamento. Com o uso de contatores abre-se a possibilidade de manusear os equipamentos à distância, ou seja, não precisa ter contato direto com o maquinário da empresa, aumentando os níveis de proteção e segurança.

Quais são as partes principais de um contator?

  • Bobina – Basicamente é um enrolamento de cobre que cria um campo eletromagnético. Quando a bobina é alimentada através dos terminais A1 e A2, promove o deslocamento do núcleo de ferromagnético.
  • Núcleo – Basicamente é construído por lâminas de material ferromagnético e conta com duas partes separadas por ação mecânica de molas. Uma destas partes do núcleo está acoplada aos contatos e quando há movimento do núcleo, ocorre o acionamento dos contatos de comando e de carga do contator.
  • Contatos – Basicamente são lâminas metálicas que tem a função de chaveamento, sendo responsáveis pela condução de correntes de carga e correntes de comando. Então quando a bobina do contator está sem energia, os contatos ficam em repouso. E quando a bobina está energizada, os contatos são comutados através do movimento do núcleo no qual estão acoplados mecanicamente.
  • Mola – Basicamente é a mola responsável em colocar os contatos na posição de repouso no momento em que a bobina for desconectada da fonte de energia. Portanto, nesta condição a força exercida pelo campo magnético sobre o núcleo é menor do que a força da mola, causando um afastamento das partes do núcleo.

Tipos de contatores

Existem vários tipos de contatores magnéticos e eletromagnéticos, e cada um é adequado para cada tipo de aplicação. As categorias AC1, AC2, AC3 e AC4 especificam contatores adequados para cada tipo de carga e acionamento. Na sequência vamos falar detalhadamente de cada um deles.

AC1 é a categoria usada quando o fator de potência é pelo menos 0.95, cargas puramente resistivas, aquecimento, resistências e outros. A interrupção de corrente neste tipo de carga é fácil, devido ao baixo fator indutivo.

AC2 é a categoria voltada para partidas e desligamentos, frenagem por contracorrente e partida por impulso em motores de anéis. O contator é preparado para suportar uma corrente até 2.5 vezes maior que a corrente nominal. A interrupção é bem mais severa e o contator deve suportar.

AC3 é a categoria para motores de gaiola cujo desligamento ocorre com o motor em regime. A corrente de partida pode ser de 5 a 7 vezes maior que a corrente nominal do motor. Eles são usados por exemplo, em elevadores, correias transportadoras, escadas rolantes, elevadores, bombas, misturadores ou ar condicionado.

AC4 é a categoria para manobras ainda mais pesadas como em tornos ou pontes rolantes.

É muito importante compreender que a escolha da categoria do contator deve ser feita analisando caso a caso. Sendo assim, é fundamental levar em consideração as cargas e calcular as correntes e tensões envolvidas. O dimensionamento adequado é o passo mais importante para evitar problemas futuros!

Aviso legal

Todas as informações obtidas neste site e páginas de redes sociais relacionadas a ele são apenas de caráter INFORMATIVO. O Mundo da Elétrica NÃO se responsabiliza por nenhum dano ou prejuízo causado pela execução de ações relacionadas ou não ao conteúdo descrito aqui. Procure sempre um profissional qualificado, sigas as normas e utilize os equipamentos de proteção para qualquer trabalho que envolva eletricidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)